Adventure Club
+55 11 5573-4142
Blog / Experiências

Guia Babymoon: dicas para a sua viagem ser ainda mais especial

maio, 03

A babymoon, que já era tendência em alguns países há um tempo, agora também vem conquistando de vez o coração das brasileiras. Caso esse nome ainda seja desconhecido ou soe estranho para você, aqui reunimos tudo o que você precisa saber! 

Afinal, o que é a babymoon e por que fazê-la?

Trata-se de uma viagem feita por casais “grávidos”, geralmente no segundo trimestre da gravidez, com o intuito de relaxar, curtir um momento especial a dois antes da chegada do bebê e, muitas vezes, fazer fotos da futura mamãe em cenários diferentes.

As mães solo, ou que não tenham tanta ligação com o pai do bebê, também podem e devem, se assim quiserem, ter a sua babymoon. Neste caso, a companhia de alguém especial, como uma amiga, um amigo, mãe, prima ou irmã é tão válida quanto! O importante é aproveitar esse momento mágico junto com as pessoas mais importantes.  

São inúmeros os benefícios que uma viagem para gestante traz, principalmente se o destino escolhido for em meio à natureza. Já é comprovado que a exposição e o contato com a luz verde trazem sensação de tranquilidade e bem-estar, então nada melhor do que ter esse momento junto com o pequeno ou a pequena desde bem cedo, não é?

Viajar durante a gravidez - Babymoon

Qual o período ideal para fazer a babymoon?

Antes de tudo, é importante ter em mente que cada mãe é única. Então, embora a gente possa dar algumas dicas, é imprescindível que haja uma conversa aberta com o médico tanto sobre a programação da viagem em si quanto em relação a questões de saúde mesmo. Todas as recomendações devem ser seguidas para garantir que a experiência seja a mais segura e confortável possível, sem riscos para a mamãe e o bebê.  

Primeiro trimestre | Nos primeiros três meses é o período em que a gestante fica mais propensa a sentir mal-estares, como enjoos, sono excessivo, queda de pressão, tontura e intolerância a determinados cheiros, o que pode ser um incômodo ainda maior fora de casa. No entanto, se mesmo assim a preferência for por viajar nessa época, o ideal é optar por viagens curtas, em destinos próximos onde seja possível ir de carro , e que as atrações não exijam muito esforço físico como longas caminhadas, por exemplo.  

Segundo trimestre | Essa é a melhor fase para fazer uma babymoon, já que, passado o primeiro trimestre, os enjoos começam a melhorar, a disposição e o apetite aumentam, e a barriga ainda não está grande a ponto de causar um desconforto durante os passeios. Se a vontade é viajar para fora ou para um destino nacional mais distante, esse é o melhor momento!


Terceiro trimestre | Na reta final da gestação, principalmente a partir da 32ª semana, as recomendações do primeiro trimestre voltam a valer. Além de mal-estares como cansaço excessivo, inchaço, dores no corpo e dificuldade para dormir serem frequentes, a barriga já estará grande, podendo causar desconfortos na hora da movimentação. O recomendado é que, no terceiro trimestre, as viagens sejam feitas de carro e para lugares realmente próximos. 

Viagem para gestante

De carro, avião ou navio? Qual a melhor opção?

De carro | No atual Código de Trânsito Brasileiro não há nenhuma restrição para grávidas dirigirem, porém vale ouvir a opinião do médico que a acompanha a respeito. Uma regra que vale tanto para as mães motoristas quanto para as passageiras é usar o cinto de segurança, obviamente, e para quem está como passageira também vale fazer pequenos movimentos circulares com os pés dentro do veículo. Para evitar inchaços e cãibras, paradas estratégicas a cada uma ou duas horas para caminhar, ir ao banheiro e comer são super recomendadas.

De avião | Nas viagens de avião, o ideal é reservar um assento no corredor, o que facilita as frequentes idas ao banheiro (muito comuns na gestação) e próximo da asa, onde a estabilidade durante o voo é maior. Outra dica interessante é usar meias compressoras para evitar o inchaço e fazer pequenos exercícios de alongamento durante a viagem. Atenção: a maioria das companhias aéreas não tem restrições até a 27ª semana de gestação, mas passa a exigir um atestado médico depois disso. Também pode acontecer de a companhia pedir uma declaração de responsabilidade a partir da 28ª semana, e o atestado entre a 36ª e a 37ª – depois disso, a gestante só poderá embarcar acompanhada de um médico responsável. Verifique antecipadamente essa informação com a companhia aérea com a qual pretende viajar. 

De navio | O temido enjoo é o grande desafio nesse tipo de viagem. Então, além de levar remédio contra náuseas, na hora de fazer a reserva vale considerar que as cabines centrais e inferiores do navio balançam menos. Passar boa parte do tempo no deque superior também ajuda: se ficar muito enjoada, a dica é tentar fixar o olhar na linha do horizonte. Atenção: normalmente, as armadoras de cruzeiro não permitem que as gestantes com mais de 24 semanas embarquem (algumas colocam a 23ª semana como limite e pedem um atestado médico autorizando a viagem). 

Beneficio de viajar na gravidez

Para onde ir na babymoon?

Há muitas opções de lugares, tanto no Brasil quanto fora, que proporcionam uma babymoon muito especial; tudo dependerá das expectativas de cada casal. No entanto, por mais que alguns aspectos sejam variáveis, um ponto deve ser sempre prioridade: o local precisa oferecer certa estrutura. O ideal também é optar por viajar em períodos que não sejam de alta temporada naquele destino a fim de evitar muita movimentação, filas e trânsito.  

Como destinos nacionais, que tal Itacaré ou Barra de São Miguel? Mas se a ideia é uma viagem internacional, não deixe de olhar Los Cabos, Cartagena, e Pucón!  

Quer começar a planejar sua babymoon?

Converse com um dos nossos consultores! Criamos roteiros personalizados e com todo cuidado e carinho para esse momento tão único e especial!



Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Você também pode gostar de ler

    Fale por Whatsapp

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.