Blog / Experiências

A minha experiência no Butão
por Eliane Leite

ago, 27

Eu já disse em outros posts o quanto é difícil escrever sobre sensações e sentimentos, mas eu insisto em tentar passar um pouco do que de “forma sortuda”  tenho como trabalho: viajar para lugares maravilhosos neste nosso mundão!

Trazer as novidade para as diversas pessoas que atendemos com esta ânsia em conhecer, descobrir, melhorar, mudar. Esse é nosso propósito ….. essa é uma das maiores vontades do ser humano que tem como prática ou vício de um modo positivo o simples fato de viajar.
E esta minha mais recente viagem foi para um lugar que é distante para nós ocidentais, e estranho também: o Butão.

Muitos me perguntavam “ Vai pra onde?? Onde é isso??? Você é louca, né?? Como chega nesse lugar????”. E estas perguntas me confirmaram que estava no caminho certo, o BUTÃO era sim, meu próximo destino….e fui!

Viajei no dia 29 de Julho e voltei dia 12 de Agosto, 15 dias de visita por esse pequeno país geograficamente e enorme no que há para nos ensinar.

Visitamos cinco de suas maiores cidades; Paro, Thimpu, Punakha, Gangtey e Bhunthang; muitos templos, dzongs, religião, crenças…..pessoas que te olham nos olhos com o prazer em se comunicar e saber de onde você é…e claro, quando sabiam o que é o “Brazil”, o Neymar é a referência…

Sim, o Butão é um lugar mágico, eu até falo pra uns amigos que é um lugar fora do Planeta Terra, parece que o tempo parou, as pessoas estão ali para sorrir e te servir, o tom de voz é sempre o mesmo, são leves, são sinceras.

Há templos budistas do século V, VI em perfeito estado, são maravilhosos, é tranquilo, muitos nem têm turista, você orando tranquilamente, é sim um país perfeito para quem tem a religião como uma prioridade. Neste caso, o budismo predomina.

A paisagem é linda, muito verde, muitas montanhas e é alto sim, cerca de 2.500m do nível do mar, e para quem gosta de trekkings há lindas caminhadas pelas montanhas, há trekkings de 1 semana, por exemplo.

Além disto, podemos unir com Nepal e Tibete que é um complemento que combina bem.

A comida é bem saborosa, inclusive com cardápios para vegetarianos e veganos. Claro que dependerá do hotel (infraestrutura) que irá ficar mas eles são muito queridos, sempre irão fazer o que puderem para lhe agradar.
Muitos vegetais, cogumelos, inclusive há um tipo que é considerado o mais caro do mundo,….e  a carne de YAK… que eles consomem bem.

Uma das coisas que mais me marcou e que senti de diferença entre eles e nós, é o ACREDITAR.

Eles acreditam em você, no que diz, no que escreveu e não perguntam duas vezes, se você falou é isso e pronto e sinto que nós desconfiamos de tudo, não conseguimos ser totalmente felizes assim, nós não acreditamos nas pessoas, não acreditamos que o outro está dizendo a verdade sem intenção, pensamos sempre que tem um porquê, tem um motivo intencional, não acreditamos que dará certo, não acreditamos mais….e isso nos pesa.  É isso, vivemos muito cheio de coisas que não precisamos…

Eu sinceramente trago desta viagem a leveza e a fé, fé em Deus, em Buda, nas energias, nas pessoas, na vida!
Obrigada, Butão, por me ensinar mais um pouquinho, espero ser o intermédio de muitas pessoas ainda para esse incrível país.

E que possamos trocar essas experiências com eles, entregar um pouco de nosso sorriso, alegria e fé que tudo dará certo a eles.
Valeu, Butão!

Sugestões de leitura
https://www.adventureclub.com.br/blog/dicas-de-viagem/10-razoes-para-conhecer-o-butao/

Vídeo subida ao Tiger´s Nest
https://www.youtube.com/watch?v=yWnkagFmEFU&t=21s

 

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler