Pontos Turísticos

5 Motivos Para Se Apaixonar por Alter do Chão

mar, 08

Sabe aquele tipo de experiência que dá gosto de compartilhar de tão única? Esta é a sensação que sinto ao lembrar da minha ida até Alter do chão. Este é um dos locais mais lindos do Brasil e é o destino perfeito para quem deseja fazer uma viagem fora do comum.

Reconecte-se em Alter do Chão

Alter do Chão é uma vila no coração do Pará, norte do nosso país. É o lugar perfeito para quem deseja recarregar as energias em meio à natureza. Por ser um pedaço da Amazônia, é um espaço rico em fauna e flora, além de ter como uma das suas belezas principais um lindo “mar” de água doce, que provém do Rio Tapajós.

Como gosto de guardar memórias das minhas viagens, anotei alguns bons motivos pelos quais acredito que essa é uma das melhores dicas de locais para conhecer no Brasil. Quero compartilhar com você, veja:

1. Conhecer uma das mais lindas praias de água doce do Brasil

Já citei que Alter do Chão é dono de uma praia de água doce — o que, por si só, já é surpreendente. Porém, não falei que ela é uma das mais lindas do país. O cenário composto por areia fininha e clara, água cristalina e uma mata ao redor é paradisíaco!

Muitas pessoas procuram beleza fora do Brasil, mas não imaginam o potencial nacional. Visite Alter e não vai se arrepender!

2. Estar em um pedaço da Amazônia

Ao falarmos sobre a Amazônia é comum que o primeiro pensamento seja a capital do Amazonas, Manaus, e não alguma cidade, município ou mesmo vila do Pará.

Portanto, ir até Alter do Chão é ter a oportunidade de conhecer uma cidade fora do comum e ainda por cima pisar em um território muito importante para a natureza do nosso país. É a realização do sonho de estar em dois lugares ao mesmo tempo!

3. Fazer trilha e canoagem

Nada de ir e só descansar! Esportes também fazem parte desta viagem e, por serem praticados em meio à floresta ou nas águas, você estará a todo momento conectado com o meio ambiente.

4. Visitar um território indígena

Que tal conhecer aldeias indígenas? Será uma experiência cultural única, onde você verá de perto o desafio do povo Munduruku que resiste desde o século XVIII no Vale do Rio Tapajós, com suas crenças e tradições. Imersão cultural também é um ponto forte da viagem até Alter do Chão!

5. Conhecer comunidades que apoiam projetos sustentáveis

Quem ama a natureza vai viver dias intensos na região. Afinal, a beleza natural não é o único atrativo, as comunidades locais estão engajadas em receber os visitantes e os guiam pelas trilhas da Floresta Nacional do Tapajós, além dos projetos dedicados à sustentabilidade”. Dois exemplos são:

  • Comunidade de Maguary — atua na transformação do látex em itens ecologicamente corretos;
  • Comunidade Jamaragua — projeto de apoio ao manejo florestal sustentável da Amazônia.

Quando ir?

O melhor período para conhecer dependerá do seu objetivo:

  • de dezembro a maio chove bastante, por isso, as águas começam a subir;
  • de março a junho temos às cheias e as vitórias-régias florescem, dando mais beleza ao norte do país;
  • em maio, as águas estão no nível mais elevado e as praias desaparecem, quando a vila torna-se mais pacata, mas ainda receptiva a quem deseja conhecer o artesanato, culinária e natureza local!

Para mais informações, conte com a Adventure Club e planeje-se por completo. Você pode ter o apoio especializado de quem já foi lá e entender tudo o que precisa para aproveitar da melhor maneira possível esta aventura!

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler