Dicas de Viagem

Saiba como planejar uma viagem para Laos e Camboja

maio, 30

O sudeste asiático foi, durante muito tempo, um local de intensa disputa política, envolto em guerras e conflitos de todos os tipos, e, por essa razão, praticamente nulo no que se refere ao seu vasto e riquíssimo potencial turístico. Todavia, após decretada a paz, essa realidade se reverteu completamente, principalmente para os destinos Laos e Camboja.

Histórias e culturas milenares, forte espiritualidade, aliados a abertura do turismo e a intensa demanda de turistas de todas as partes do mundo fez com que esses dois países se desenvolvessem como pólos turísticos, contando hoje, além das belezas naturais e da riqueza cultural, também com uma bela infraestrutura hoteleira, contemplando excelentes spas, ótimos restaurantes e agitada vida noturna.

Laos:

Viajar ao Laos é permitir-se entrar em um mundo que impera em outro ritmo. A começar pela política local (Laos detém um dos últimos governos comunistas do mundo) e pela reduzida população (7 milhões de habitantes). Laos é um convite à calma, à contemplação e ao contato direto com a espiritualidade.

wikipedia / Benh LIEU SONG Capital cultural e espiritual

Luang Pralang é o principal destino do país, destacando-se também como capital cultural e espiritual. A chegada a Luang Pralang é feita em barcos que chegam da Tailândia e, tão logo adentram na cidade, os turistas são surpreendidos pela arquitetura colonial juntamente com um lado exótico que persiste em todos os detalhes, até mesmo na flora local.

Grande parte do charme presente em Luang Pralang deriva do período da colonização francesa, que foi de 1893 a 1954, evidenciando-se nas ruas de paralelepípedos, nas belíssimas fachadas e também no idioma, uma vez que o francês é bastante falado.

Vale destacar que Luang Pralang é tombada pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Aos turistas, apresentação de danças, teatro e rituais ao ar livre, como o Tak Bat – em que monges budistas tomam as ruas e são presenteados pelos moradores – valem a pena ser visualizados. Uma boa maneira de conhecer a cidade é alugando bicicletas, ou “tuk-tuk” (táxi sobre um triciclo motorizado). Destaque para o grandioso Palácio Real de Haw Kham que abriga também o Museu Nacional, além dos diversos templos e mercados de artesanato.

Camboja:

Tal como Laos, o Camboja também apresenta aos turistas um exótico e encantador universo cercado por misticismo, espiritualidade e tradição milenar. Destaque para as lendárias ruínas de Angkor – local que constitui o período mais brilhante da história do Camboja.

flickr / Dantrips / Daniel Martins Lendárias ruínas de Angkor

O misticismo é apresentado por meio do espetáculo artístico-arquitetônico do Parque Arqueológico de Angkor, do complexo de templos de Siem Reap – Angkow Wat, construídos entre 1113 e 1150, e do Templo Bayon, com suas 54 torres de blocos de pedra em formato de Budas.

Confira, pacotes de viagem para Camboja.

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *