Adventure Club
+55 11 5573-4142
Blog / Curiosidades

Conheça as Zonas Azuis e os segredos por trás da longevidade

jul, 02

Não é segredo para ninguém que manter um estilo de vida saudável, no que concerne à alimentação, ao sono e à prática de exercícios físicos, contribui significativamente para uma vida mais longa e (o mais importante) com qualidade. Mas por que em algumas regiões específicas as pessoas vivem mais quando comparadas ao restante do mundo? 

Conheça as Zonas Azuis e os segredos por trás da longevidade

Saiba mais sobre as Zonas Azuis, locais onde a expectativa de vida pode chegar a 100 anos!

Zonas Azuis é o nome dado a locais onde a população atinge a idade centenária mais regularmente. Quem deu origem ao termo foi Dan Buettner, pesquisador, jornalista e fundador do projeto Blue Zones, que, em parceria com a National Geographic, descobriu que algumas populações vivem mais e melhor se comparadas a outras populações do mundo.

Não se sabe ao certo o que determina a longevidade, mas tudo indica que seja a combinação determinada por genes, ambiente e estilo de vida. Segundo Buettner, que também é autor dos livros Zonas Azuis – A Solução para Comer e Viver como os Povos mais Saudáveis do Planeta e As Zonas Azuis da Felicidade – Lições das Pessoas mais Felizes do Mundo, para viver uma vida longa e com saúde é preciso:

  • Alimentar-se bem e em pouca quantidade
  • Ser uma pessoa ativa
  • Evitar o estresse 
  • Beber com moderação
  • Criar laços afetivos 
  • Praticar a fé
  • Ter um propósito de vida 

Locais que correspondem às Zonas Azuis


Mas afinal, quais são os locais que correspondem às Zonas Azuis? 

Okinawa, no Japão 

Onde está a maior concentração de mulheres centenárias do mundo muitas delas praticam Tai chi chuan, arte marcial também conhecida como “meditação em movimento”. Em relação à alimentação, em quase todas as refeições, inclusive no café da manhã, a população consome tofu, normalmente não processado. 

Sardenha, na Itália 

Os moradores costumam colher e pescar seus próprios alimentos e cultivam o hábito de beber vinho tinho. Grãos integrais e queijos feitos com leite de ovelha ou de cabra são muito apreciados durante as refeições.  

Ilha de Icaria, na Grécia 

A dieta mediterrânea é mundialmente conhecida pelos benefícios que traz à saúde cardiovascular e cognitiva. Trata-se de uma alimentação rica em vegetais, grãos integrais, peixe e azeite de oliva.  

Península de Nicoya, na Costa Rica

Os habitantes da região costumam participar ativamente de trabalhos físicos até a velhice, por isso são conhecidos pela sua força. A dieta baseia-se, principalmente, em tortilla de milho (feitas a partir de um processo mais elaborado do que em outras partes do mundo) e em feijão.

Loma Linda, nos Estados Unidos

Acredita-se que o que difere e justifica a longevidade dos moradores de Loma Linda em relação ao restante do país seja a fé, o propósito e a forte conexão com a comunidade a maioria das pessoas que vivem lá são adventistas do sétimo dia. Além, é claro, da alimentação rica em vegetais, frutas, nozes e grãos. 

E aí, já tinha escutado falar sobre os lugares denominados Zonas Azuis?

Você coloca em prática alguns dos hábitos saudáveis apontados por Dan Buettner? Conta pra gente aqui nos comentários!

Importante: esta matéria tem como intenção apenas compartilhar informações e curiosidades a respeito do estilo de vida dos habitantes das Zonas Azuis. O objetivo, portanto, não é fornecer qualquer aconselhamento ou sugestão sobre dietas e alimentação.



Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Você também pode gostar de ler

    Fale por Whatsapp

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.