http://Logo%20Adventure%20Club Adventure Club
+55 11 5573-4142
Blog / Ecoturismo

Os povos, a montanha e o trekking de Monte Roraima

dez, 08

Diz a lenda, preservada e repassada às novas gerações, que o Monte Roraima, localizado na tríplice fronteira entre Brasil, Guiana e Venezuela, teria surgido após o índio Macunaíma, por preguiça, cortar uma árvore para pegar seus frutos com mais facilidade. Em seu lugar, teria ficado apenas o tronco cortado: o então Monte Roraima.

Conheça os povos do Monte Roraima

Os Pemon são os povos indígenas que habitam a região do Monte Roraima e parte da área do Parque Nacional Canaima. Abrangem os grupos Kamaracoto, Arecuna, Taurepang e Macuxi, que povoam os vales dos rios Cuyuni, Caroni, Paragua, Uraricoera, Tacutu e Rupununi, compreendendo a área conhecida como Gran Sabana e a região dos “campos naturais” ou “lavrado”.

A crescente atividade turística na região tem sido importante na geração de renda para os povos indígenas. Além de toda expedição ser obrigatoriamente acompanhada por pessoas das comunidades locais, garantindo segurança na caminhada até o topo do Monte Roraima, atividades socioambientais e turísticas do Parque Nacional Canaima são controladas pelos indígenas.

Descubra a montanha do Monte Roraima 

Tepui, morada dos deuses no idioma indígena pemon, é um tipo de relevo raro em forma de mesa, com paredes verticais e topo plano. Lapidado ao longo do tempo pela ação dos ventos e das chuvas, o Monte Roraima  está listado como uma das mais antigas formações geológicas do planeta. 

Os tepuis costumam ser isolados. Por essa razão, frequentemente são ambientes onde espécies únicas de animais e vegetais costumam se desenvolver. No topo do Monte Roraima, é possível encontrar espécies de plantas e animais endêmicos – como um sapo preto minúsculo, do tamanho de um grão de feijão -, em meio a um cenário exuberante de cachoeiras temporárias e vales.

Desafie-se em um Trekking no Monte Roraima

O Monte Roraima é um destino muito apreciado pelos amantes de trekking. Além de ser o sétimo ponto mais alto do Brasil, com 2.734 metros de altitude, todo o percurso até chegar ao cume – leva-se em média um dia e meio para subir – é uma experiência de total conexão e entrega à natureza.

O nível de dificuldade varia de médio a difícil, portanto um bom preparo físico é imprescindível. Prática de trilhas similares e manutenção de atividade física nos meses que antecedem a viagem são importantes para essa aventura. E, claro, muita vontade, coragem e entusiasmo para enfrentar um novo desafio! 

Quer viver uma experiência mágica no Monte Roraima?

Conte com a Adventure Club, especialista em destinos de natureza, para programar a sua viagem! Clique aqui e comece hoje mesmo a planejar a sua experiência.

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Você também pode gostar de ler

    Fale por Whatsapp