http://Logo%20Adventure%20Club Adventure Club
+55 11 5573-4142
Blog / Equipe Adventure Club

Experiências da Equipe – Ge Barconi

set, 10

A matéria de hoje faz parte da série Experiências da Equipe, um espaço criado para os parceiros da Adventure Club contarem um pouquinho sobre suas viagens e algumas das experiências que os transformaram.

Ge Barconi | Gestora de Marketing

Sítio Arqueológico Sillustani – Peru

Não sou a pessoa mais viajante do mundo, mas já visitei alguns lugares diferentes aqui e outros acolá. Meu estilo de viagem é: TODOS! O elemento da natureza que me representa é: TODOS! Até porque eu entendo que são complementares, um existe porque o outro está por lá. Preciso sentir a adrenalina de viver uma nova aventura e depois desfrutar o silêncio de um bom descanso, respirando o ar puro da natureza. Sentir o calor do sol e o salgado do mar na pele… Mas nada supera uma história bem contada, um propósito maior, pedir licença e com todo respeito conhecer algo novo.

Machu Picchu – Cidade perdida dos Incas

Por isso, de todas as minhas experiências até hoje, a que sempre menciono é a do Peru, que vivi em 2016 com a Adventure Club. Tive a oportunidade de me desconectar por 10 dias de tudo e partir sozinha para um destino cheio de energia, cores e sabores. O privilégio de ter todos os serviços privativos levou a viagem a outro nível, uma troca muito mais profunda com a cultura dos lugares que eu passei, conversas longas com os guias que me acompanharam.

Além de visitar os famosos sítios arqueológicos e ver com os próprios olhos os vestígios históricos dos antigos Incas, também fui conhecer povoados locais com diferentes costumes. Experimentei seus temperos exóticos, vestimentas, barcos e testemunhei suas formas de viver, como os Uros, que há séculos constroem suas casas flutuantes às margens do Lago Titicaca.

Topo da Montanha Machu Picchu

E ainda nessa viagem ao Peru, outra experiência que marcou minha vida foi a escada da montanha Machu Picchu. Eu subi sozinha 3.082 pés de altitude… Eu sou a prova viva que para realizar esse tipo de vivência não precisa ser super atleta, levei mais de 3 horas para chegar ao topo, teve trechos bem desafiadores por serem íngremes demais, com passagens estreitas e bem perto das bordas… Mas quando eu cheguei no topo foi transformador e eu jamais vou me esquecer disso.

Vista do topo da Montanha Machu Picchu

Na época dessa viagem, eu ainda não fazia parte da equipe da Adventure Club… Hoje, viajando através do trabalho que eu realizo, confirmo o quanto o mundo é grande, e minha vontade de conhecer ainda mais lugares, pessoas e culturas aumenta a cada dia.

Eu comprei um colar quando estava no povoado do Lago Titicaca, que uso até hoje sempre que estou viajando (por menor e simples que seja a viagem). É um amuleto, que representa umas das facetas do SOL, um elemento muito importante para a cultura do Peru. Segundo a pessoa que me vendeu, ia me trazer energia para conhecer muitos outros lugares do mundo.

Material do arquivo pessoal cedido à Adventure Club em Setembro, 2020

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Você também pode gostar de ler

    Fale por Whatsapp