http://Logo%20Adventure%20Club Adventure Club
+55 11 4750-2537
Blog / Equipe Adventure Club

Experiências da Equipe – Amanda Gallo

set, 10

A matéria de hoje faz parte da série Experiências da Equipe, um espaço criado para os parceiros da Adventure Club contarem um pouquinho sobre suas viagens e algumas das experiências que os transformaram.

Amanda Gallo | Coordenadora de Atendimento e Vendas

Fernando de Noronha

Para mim trabalhar com viagens nunca foi apenas vender um simples pacote (nem gosto de usar esse termo, prefiro usar roteiro), sempre foi realizar sonhos, permitir experiências novas, trocas de conhecimento e principalmente lidar com as expectativas. Uma das coisas que sempre faz meus olhos brilharem é a expectativa que temos em viajar, desde a programação da viagem, durante, até a volta quando chegamos com aquele gostinho de quero mais e já estamos pensando no nosso próximo destino.

Durante os anos que trabalho com o turismo, tive o prazer não só de aprender sobre os destinos como também conhecer alguns, e nada é igual a você conhecer pessoalmente, ter a troca de energia, de informações, presenciar a cultura local, isso é enriquecedor de maneiras imensuráveis. Sempre acreditei e usei como frase norteadora “viajar é mudar a roupa da alma”, de Mário Quintana, e é exatamente assim que me sinto toda vez que estou de volta com a alma renovada. Nunca voltamos de uma viagem a mesma pessoa que fomos, voltamos nos conhecendo mais, com várias histórias para contar, paisagens e pessoas gravadas em nossa memória.

Fernando de Noronha

Na mesma viagem sempre vivencio os 4 elementos, mesmo que a gente não perceba no momento, eles sempre estão ali presentes. Não tenho um elemento preferido, acho que todos estão interligados a todo momento, mas acho que dentre as minhas últimas experiências, os que se fizeram mais presentes foram a água e o ar. Fecho os olhos e me recordo de Noronha, da imensidão do mar de lá e dos sons que o vento fazia ao bater nas rochas ou de poder andar de kayak e ter golfinhos nos rodeando ou, ainda, de mergulhar de cilindro e ver as coisas maravilhosas que estão guardadas ali no fundo. 

Nova Zelândia

Ao fechar meus olhos também me lembro do vento batendo por rápidos segundos no meu pulo de bungee jump na Nova Zelândia e de que quando estava de ponta cabeça o rio estava ali embaixo e me acolheria caso eu estivesse em uma velocidade muito rápida, rs. Me lembro também do vento e do ar mais pesado na montanha das 14 cores em Jujuy, de como ali o ar se fazia presente de uma maneira mais rápida, mas como também era um importante elemento para nos lembrar da altitude que estávamos e de como a natureza é linda.

Jujuy

E por fim lembro dos inúmeros tons de azuis em uma pequena parte de mar em Malta, que a cada ponto novo conhecido era uma beleza diferente e essas imagens muitas vezes me fazem ficar calma ao saber que podemos mudar, mas a natureza e os elementos sempre estão ali para nos ajudar e lembrar que aconteça o que acontecer em breve poderemos voltar a desbravar por aí.

Malta

Material do arquivo pessoal cedido à Adventure Club em Setembro, 2020

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Você também pode gostar de ler

    O Pantanal pede socorro

    Onças-pintadas lutam para sobreviver Apesar de terem sido extintas em diversas áreas do território brasileiro, as...

    Fale por Whatsapp