Antes de Viajar

Por que o Irã Deve Estar na Sua Lista de Lugares Para Conhecer?

out, 10

Intrigante talvez seja a palavra que melhor define esse país. Se você procura por um lugar diferente e surpreendente para conhecer, minha dica de hoje é o Irã.

Esta é uma viagem que conta com inúmeras particularidades e promete ser um marco na sua vida. Deixe de lado tudo o que já ouviu sobre o local e saiba mais sobre as experiências que poderá viver passando alguns dias na região!

Por trás de muito do que é falado

Certamente o islamismo, armamento nuclear e costumes completamente adversos com os do ocidente são as características mais conhecidas do Irã. Contudo, desafio você a conhecer de perto a beleza das construções, a poesia enaltecida e vivida pela população, bem como as peculiaridades da cultura local, que é levada tão a sério por todos.

Você sabia que o país é sede do Museu Nacional de Joias, que abriga as mais valiosas peças do mundo, com valor total simplesmente incontável?

Já ouviu falar dos jardins presentes nas fortalezas e dos espaços de homenagem a poetas? Sim, há muito a ser descoberto pelo mundo e o melhor é que você pode viver uma verdadeira experiência de imersão. Muitas famílias costumam fazer piqueniques pelos parques e espaços como esses.

A culinária local

A gastronomia é influenciada pelas culturas vizinhas e pela herança persa, basicamente composta por arroz, pão e verduras frescas. Amantes de sopas vão gotar da diversidade e do gostinho especial dos ingredientes fora do comum — açafrão, cebola, pistache, caviar, lentilhas, macarrões, iogurte, frutas secas, etc.

O kebab — espeto de carne composto com arroz e tomate assado — é um dos pratos mais queridos da região e, lado a lado de outros pratos típicos como o Abgusht (ou Dizi) — ensopado de carne de cordeiro e grão de bico — ou mesmo o Tah Chin — arroz, iogurte, açafrão e frango —, faz muito sucesso. Porém, apesar de todos contarem com carne, os vegetarianos que visitam o local conseguem encontrar opções livres de proteína animal.

As pessoas, em alguns interiores, ainda preservam o costume de comer no chão, uma tradição da antiguidade. Curioso, não é mesmo?

Curiosidades gerais sobre a antiga Pérsia

Foi em 1935 que o país deixou de ser Pérsia e tornou-se Irã. Por isso, os anos são contados a partir do início da Primavera do ano em que Maomé foi de Meca para Medina, ou seja, o ano novo deles, chamado de “Nowruz” é no dia 21 de março.

Em toda a história, o país já mudou de capital mais de 30 vezes e o Teerã é a sua 32ª.

A língua local é o persa, falado por 98% dos habitantes. Porém, caso opte por fazer essa viagem, poderá contar com a Adventure Club e não ter nenhuma complicação em relação à sua comunicação para conhecer os pontos turísticos das cidades pelas quais passar.

Algo que sempre me perguntam quando falo que já visitei o Irã é se as mulheres realmente precisam cobrir o corpo por completo para sair à rua. Portanto, se você é mulher e deseja conhecer o país, é importante ter alguns cuidados em relação às roupas que utilizará.

Para sair de casa, é preciso cobrir todas as curvas do corpo e os cabelos. Não seguir as diretrizes locais é estar passível de multa ou até mesmo de prisão. Sim, isso também vale para as turistas. As mais jovens fazem topetes, aplicam maquiagem e óculos de sol com aros dourados para burlar o uso do lenço, o que demonstra uma revolução silenciosa.

Além disso, elas são consideradas mais estudadas do que os homens, falam inglês e possuem cargos altos nas empresas locais. Esse atributo foi conquistado por ela porque. enquanto os homens foram para a guerra, mantiveram-se firmes nos estudos.

As mesquitas, a dualidade entre modernidade e tradição e as paisagens tiveram o poder de me encantar. Mas, se teve algo que lembro ter sido muito marcante para mim, foi notar a receptividade do povo que, de fato, está de coração aberto para receber pessoas do mundo inteiro, independentemente das suas diferenças.

No Irã, a semana começa no sábado. Sim, diferente! As quintas e sextas-feiras são consideradas os finais de semana, já que são os dias de descanso. Além disso, por conta do clima de calor intenso, o comércio fecha das 12h às 16h. Quem deseja visitar os famosos bazares locais, precisa ter atenção com o horário.

Dicas de livros e filmes

Se você realmente quer tirar o melhor proveito da sua viagem, o mais indicado é buscar muitas informações antes, durante e depois. Afinal, o Irã é um país rico e tem muito a oferecer.

Pensando nisso, selecionei algumas dicas de livros e filmes para você. Veja abaixo!

Dicas de livros:

  • Persépolis — Marjane Satrapi — Ed. Companhia das Letras;
  • Os Iranianos — Samy Adghirni — Ed. contexto;
  • A Viagem de Theo – Catherine Clément — Ed. Companhia das Letras;
  • Sobre o Islã – Ali Kamel — Ed. Nova Fronteira.

Dicas de filmes:

  • A Separação – drama Iraniano de 2011, premiado com o Oscar de melhor filme estrangeiro e Globo de Ouro na mesma categoria;
  • Persépolis – filme francês de animação, baseado na obra de Marjane Satrapi e dirigido por ela mesma no ano de 2007. Indicado ao Oscar de melhor animação acabou perdendo a estatueta, mas ganhou diversos outros prêmios em festivais variados de cinema;
  • O Silêncio – drama Iraniano de 1998, vencedor de prêmios internacionais no Festival de Veneza;
  • Filhos do Paraíso – drama Iraniano de 1997 foi indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro, mas acabou perdendo para o italiano “A Vida é Bela”.

Gostou de saber mais sobre o Irã? Entre em contato com a Adventure Club e prepare o seu roteiro personalizado para ter novos conhecimentos de forma prática e exercitar o seu olhar para o mundo!

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler