http://Logo%20Adventure%20Club Adventure Club
+55 11 5573-4142
Blog / Curiosidades

O procrastinador ou o adiantado: quem é você na hora de fazer as malas?

abr, 06

Como você costuma lidar com as tarefas e obrigações que surgem no dia a dia? Pense em relação ao trabalho, aos estudos e até mesmo sobre as questões pessoais. 

Vamos supor que você tem uma viagem marcada e você é do tipo de pessoa que adora fazer as malas. Provavelmente, bem antes da data do embarque, você terá feito um checklist e deixado toda a bagagem organizada. Inclusive, irá pensar e revisar se tudo que é importante está realmente embarcando com você.

Agora, vamos pensar em outro cenário: você faz parte do time de pessoas que não gostam dessa etapa pré-viagem. Como não é do seu agrado pensar e separar cada peça de roupa, você espera até o último instante para deixar a mala pronta (isso quando não pede para alguém arrumá-la por você) e acaba levando roupas a mais ou a menos.

Não é exatamente dessa forma que costumamos lidar com as atividades da nossa rotina? Colocamos toda a nossa energia e entusiasmo nas que nos agradam, e costumamos procrastinar nas que nos soam entediantes, estressantes ou, em alguns casos, trabalhosas.

Procrastinar de vez em quando está tudo bem, mas…

É claro que um pouco de procrastinação faz parte da vida, afinal quem nunca adiou uma tarefa? Está tudo bem se vez ou outra não fizermos o que estava previsto. No entanto, quando esse comportamento se torna comum, e frequentemente você tem a sensação de que está correndo contra o tempo, é importante ligar o sinal de alerta. 

No episódio “A ciência da procrastinação: por que deixamos tudo para depois?” de seu podcast, o médico e professor Dr. Duprat diz que, no geral, todo mundo procrastina, mas poucas pessoas são realmente procrastinadoras há uma estimativa de que 20% das pessoas sofrem de procrastinação crônica.

Com base nisso, as chances de você conseguir reverter um quadro de procrastinação mudando alguns hábitos são grandes. É preciso entender a raiz do problema e encontrar as melhores ferramentas para encarar o problema de frente, até porque, se você quiser concretizar planos e sonhos, será necessário parar com a procrastinação. 

Por que procrastinamos? Conheça 3 motivos que nos levam a adiar o máximo possível uma tarefa:

1. Imediatismo e falta de propósito

Quando os benefícios de determinada tarefa só podem ser sentidos em um longo prazo, nós tendemos a procrastinar. Em outras palavras, é mais cômodo nos dedicar a coisas que nos ofereçam recompensas já no momento. Vamos supor que no final do ano você precise entregar o seu TCC. Ainda há um longo processo até que você possa usufruir dos benefícios dessa entrega, então no momento parece mais interessante se dedicar à série ou aos eventos com os amigos. Mas afinal: você tem um verdadeiro propósito? Ele está claro para você?

2. Perfeccionismo e medo do julgamento alheio

 Pessoas perfeccionistas tendem a procrastinar por acharem que nunca está bom o suficiente. Ainda no exemplo anterior, agora imagine que você já entregou o seu TCC, já se formou e está apto a começar aquele projeto pessoal. No entanto, ainda não se sente preparado porque não acha que o cenário seja ideal para isso. Quem sabe não é interessante começar um curso de especialização antes? Os perfeccionistas também tendem a se preocupar demais com o julgamento alheio e preferem não concluir uma tarefa a terem que lidar com chances de reprovação.

3. Aspectos culturais  

Há outras diversas causas para a procrastinação, até mesmo questões culturais. Pense nos shoppings e no comércio em geral nas vésperas de Natal: lojas cheias, filas na hora de pagar e estacionamentos lotados. Ainda nesse tema, outro exemplo interessante: você com certeza conhece alguém (esse alguém até pode ser você) que sempre se atrasa. O famoso “já estou indo”, quando, na verdade, a pessoa mal começou a se arrumar. É um pouco da nossa cultura deixarmos tudo para a última hora e “com emoção”.

Portanto, antes de tudo, é preciso entender de onde vem a sua procrastinação para combatê-la da melhor forma possível.


Aqui estão algumas 4 dicas práticas que podem te inspirar nesse processo: 

1. Encontre o seu propósito

Quando há um real objetivo a ser alcançado, a mente humana tende a trabalhar melhor. Por que você está realizando essa tarefa? Ainda que ela não seja agradável e prazerosa, ou deixe você inseguro em fazê-la, tente voltar a sua energia e atenção para o objetivo maior, para o propósito de você precisar fazê-la. 

2. Defina suas prioridades

Faça uma lista do que realmente é importante para você e a revise quantas vezes forem necessárias. É comum que no dia a dia outras demandas apareçam e acabamos tirando o foco daquilo que é de fato uma prioridade. Se você tiver clareza sobre as suas prioridades, será mais fácil manter-se alinhado a elas. 

3. Estabeleça prazos 

Não pense em sua tarefa como um todo, tente fracioná-la e definir prazos individuais para cada parte dela. Isso fará com que você não se sinta sobrecarregado e tenha mais motivação em ir concluindo tópico por tópico daquilo que se propôs a fazer. Quando você perceber, já fez mais da metade e nem foi tão difícil assim. 

4. Busque ferramentas para o autoconhecimento

De que maneira você costuma se ver? É preciso colocar na balança aspectos positivos e pontos que podem ser melhorados em sua personalidade para encontrar um ponto de equilíbrio: sem autodestruição, mas também sem autoconfiança em exagero. Se você é do time de perfeccionistas, tenha em mente que perfeição não existe e que o importante é começar. Ao longo do caminho, sempre haverá erros, mas até um erro de certa forma é um acerto.  

Você deve ter percebido que a procrastinação está muito além de ter preguiça em fazer algo. Há aspectos por trás desse comportamento que precisam ser melhor observados para que você descubra as melhores técnicas para lidar com isso. 

Agora, queremos saber: quem é você na hora de fazer as malas? O procrastinador ou o que deixa tudo pronto bem antes da hora?

Adventure Members - Viva novas experiências

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Você também pode gostar de ler

    Fale por Whatsapp

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.