Dicas de Viagem

Jet Lag: o que é, quais os sintomas e como evitar em longas viagens

nov, 27

Viagem longa, horas e horas dentro de um avião, espera no aeroporto, filas e mais filas para pegar as bagagens… Não há turista que sobreviva a uma longa viagem sem ficar com dores no corpo e cabeça, cansaço, preguiça, sono e vários outros sintomas do famoso Jet Lag. Em termos médicos, Jet Lag significa “Dissincronose”, e ocorre quando há uma mudança de fuso horário, de altitude de um país para o outro, inversão brusca de clima e pressão ou qualquer alteração repentina que pegue o metabolismo da pessoa de surpresa.

Depositphotos.com / DesignPicsInc O Jet Lag acontece quando há uma mudança de fuso horário, de altitude de um país para o outro, inversão brusca de clima e pressão ou qualquer modificação inesperada.

Entre os principais sintomas de Jet Lag, além dos já citados no primeiro parágrafo, também podem ocorrer problemas digestivos, falha momentânea de memória, insônia, variação de humor, irritação na pele, entre outras manifestações. Estudos recentes ainda alertam que a frequência é maior entre os jovens, cerca de 40% de homens e mulheres até 40 anos afirmam ter sofrido os efeitos da Jet Lag após viagens longas.

Tudo isso ocorre porque o corpo está “programado” para se adaptar ao ambiente cotidiano e garantir nosso bem-estar. Quando tudo muda de repente, como em uma viagem internacional, sofremos os reflexos da Jet Lag.

Jet Lag: como evitar em longas viagens

Organização: muitos dos sintomas da Jet Lag são provocados por estresse pré e pós-viagem. Por isso, a dica é organizar com antecedência toda a documentação, pertences pessoais, bagagens e todos os detalhes relacionados à viagem;

Uma boa noite de sono: descanse seu corpo antes da viagem. Uma boa noite de sono pode fazer a diferença para quem irá passar muitas horas dentro de um avião;

Cochilos: também é ideal tirar cochilos durante viagens com mais de dez horas de duração. Esta medida garante que a pessoa não chegue tão cansada ao destino;

Alimentação e hidratação: especialistas indicam que pratos leves e ricos em proteínas são ótimas pedidas durante o vôo, minimizando os efeitos da Jet Lag ao desembarcar. Outra dica é a hidratação: sucos e água podem substituir refrigerantes e bebidas alcoólicas;

Fuso horário: vai viajar para um país com fuso horário diferente? A dica é se preparar nas semanas que antecedem a viagem. Experimente, por exemplo, acordar em horários variados, se vestir e se preparar para sair de casa. Pode parecer inútil, mas garante uma melhor adaptação de seu corpo já nos primeiros dias de mudança;

Sem remédios: evite ingerir medicamentos relaxantes ou para dormir, pois eles podem até piorar a situação. A dica é fazer uso de chás naturais durante o voo;

Movimente-se: a viagem está entediante? Levante do assento e caminhe dentro do avião.

Jet Lag: nada funcionou, e agora?

Se, mesmo seguindo todas as orientações acima, você ainda sofrer os sintomas de Jet Lag ao desembarcar, não se desespere.  Procure descansar bastante já no primeiro dia de viagem, e nada de tomar remédios ou energéticos para dar aquele gás. É preciso dormir para o corpo se recuperar.

Com o corpo descansado, tome um café da manhã reforçado e saia para caminhar com os amigos ou a família. Um exercício físico leve, ao ar livre, é essencial para recuperação do corpo.

Vale ressaltar que os sintomas de Jet Lag variam de pessoa para pessoa, e é indispensável que você conheça os limites da sua capacidade física e respeite os sinais do corpo. Não deixe que esse problema atrapalhe sua viagem!

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *