Trekking no Marrocos com Agnaldo Gomes

Permânencia 15 Dias
Período Mai 2019
Detalhes inicio
Saída: 26 Mai 2019
Valores Incluem: Parte Terrestre (Consulte a Parte Aérea)
A partir de: € 3.000,00 Solicitar Cotação

Agnaldo Gomes é formado em Geografia pela PUC – São Paulo. É guia de montanha há 15 anos e pratica esportes outdoor há 25. A paixão pelas montanhas nasceu nas aulas de Geografia, quando cursava o ensino médio e, desde então, o amor pelas montanhas e a necessidade de estar ao ar livre somente aumentou. Tem em seu currículo expedições em alta montanha, travessias de bicicleta e caiaque oceânico.

Em 1990 fez sua primeira expedição em altitude, no Aconcágua, na Argentina. Realizou cursos de escalda em rocha, gelo e primeiro socorros.
Participou e liderou expedições nas montanhas mais altas de vários países, entre elas o Aconcágua, na Argentina, Huascaran e Pisco, no Peru, Cotopaxi, Illiniza e Chimborazo, no Equador, Huyana Potosi, Pequeno Alpamayo, Illimani e Sajama, na Bolívia, Elbrus, na Rússia, Kilimanjaro, na Tanzânia e o Island Peak, no Nepal. Em setembro de 2013 participou de uma expedição ao Cho Oyu, a sexta mais alta montanha do planeta, com 8201 metros, localizado na fronteira do Nepal com o Tibete. Alcançou o cume no dia primeiro de outubro e se tornou um dos poucos alpinistas brasileiros a ter escalado uma montanha com mais de 8000 metros. Atualmente divide seu trabalho administrando sua empresa e trabalhando como guia. Como próximos desafios, Agnaldo tem a escalada do Pico Muztagata, com 7546 metros, no noroeste da China, o Ama Dablam, no Nepal, o McKinley, no Alasca, considerada a montanha mais fria do mundo, e o Monte Everest, no Nepal, com 8850 metros de altitude e ponto culminante do planeta.

  • marrocos
  • marrocos_1

DIA

Marrakesh

Chegada a Marrakesh e traslado ao Riad Les Jardins de Mouassine (http://www.lesjardinsdemouassine.com/) no coração da medina, o intricado conjunto de ruelas com um dos mais exuberantes mercados do planeta. Por trás de uma porta em uma pequena ruela nosso riad se revela um oásis no centro da região de lojas da medina.


DIA

Marrakesh

Pela manhã, pequeno passeio pela Medina de Marrakesh, com sua infinidade de lojas. Visita à Medersa Ali ben Youssef e ao Museu de Marrakesh, maravilhosos exemplos da arquitetura islâmica. Tarde livre para explorar a Medina. Entendemos que a melhor forma de conhecer este enorme labirinto de ruelas repletas de lojas vendendo de tudo um pouco é sozinho ou em pequenos grupos. Por isso deixamos esta tarde sem acompanhamento de guias. Porém, se você preferir ter um guia para este passeio, isto poderá ser providenciado sem nenhum problema.


DIA

Marrakesh

Dia livre para continuar descobrindo as mil ruelas e lojas da medina ou visitar a cidade nova, fazer um curso de culinária ou descobrir as dezenas de restaurantes charmosos desta cidade tão especial.


DIA

Trekking

Hoje deixaremos a movimentada Marrakesh para nos dirigirmos em mini ônibus ao remoto vale de Bougamez, uma região muito árida, de uma beleza surpreendente. Apesar do entorno ser árido o vale é bastante fértil com plantações de maçã. Nos hospedaremos em uma pequena pousada próxima ao vilarejo de Agouti a 1780 metros de altitude. Pelo sorriso de seus habitantes os primeiros turistas franceses deram a este vale o nome de Happy Valley (Vale Feliz) pelo qual ele é conhecido hoje em dia. No momento estamos estudando a possibilidade de financiar um projeto social em um dos vilarejos deste vale que é onde mora nosso guia Omar. Caso o projeto aconteça visitaremos este vilarejo e, se possível, conversaremos sobre o Islã com o Iman.


DIA

Trekking

Após encontrarmos o restante de nossa equipe, cozinheiros e muleiros com seus animais, iniciaremos nossa caminhada entrando na verdejante área de cultivo em direção ao vilarejo de Arous, seguindo o vale do rio rodeado de plantações de papoulas. A primeira parte da caminhada será dentro de uma garganta bem estreita e lindíssima atravessando o riacho de um lado ao outro diversas vezes. Saindo da garganta começaremos uma subida gradual até chegarmos ao nosso acampamento ao lado de um canal de irrigação. Como ainda estaremos em baixa altitude, 2330 metros, poderemos nos banhar no riacho.
Acampamento. Pensão completa.

Distância caminhada – 14 quilômetros – 5 horas
Subida acumulada – 650 metros
Descida acumulada – 125 metros
Altitude do acampamento – 2330 metros

Incluso:Café da manhãAlmoçoJantar

DIA

Trekking

Continuando nosso trekking faremos uma longa subida em direção ao passo Tizi-m-Oumskiyg com 2910 metros. Estamos entrando na região dos Atlas Centrais. Após um descanso e snacks continuaremos subindo por mais 3 quilômetros até chegarmos a Aghouixini a 3400 metros de onde teremos lindas vistas de toda a cordilheira inclusive de nosso objetivo do próximo dia, a montanha M’Goun. Desceremos então para um platô onde é comum encontrar nômades Berberes com seus rebanhos.
Ao pé do M’Goun tem um abrigo de montanha onde podemos usar seu banheiro para um banho quente por U$1 por pessoa.
Acampamento. Pensão completa.

Distância caminhada – 9 quilômetros – 5 horas
Subida acumulada – 1000 metros
Descida acumulada – 450 metros
Altitude do acampamento – 2950 metros

Incluso:Café da manhãAlmoçoJantar

DIA

Trekking

Hoje, ao redor das 5 horas da manhã, iniciarmos nossa subida ao terceiro ponto mais alto do país, o Monte M’Goun. Após uma hora de caminhada seremos brindados com um lindo nascer do sol iluminando as montanhas ao nosso redor. Continuaremos nossa caminhada chegando a um pico subsidiário, o M’Goun Oeste com 3978 metros. Seguiremos então por uma linda crista com pequenas subidas e descidas e com vistas incríveis de toda a região. Após 5 horas de subida chegaremos ao cume do M’Goun com 4071 metros de onde teremos uma vista de 360 graus com o Tubkal, a mais alta montanha dos Montes Atlas a sudoeste, o Sahara ao sul e ao norte nosso caminho dos últimos 2 dias.
Após um bom descanso começaremos nossa descida em direção ao nosso acampamento em Oulilint. Os primeiros 200 metros verticais de descida serão com bastante cuidado já que a trilha é de pequenas pedras e bastante escorregadia. Após está primeira parte a trilha se suaviza e já não oferece dificuldades até o acampamento.
Para os que não quiserem fazer a trilha ao cume podem acompanhar nossos muleiros em uma caminhada de 6 quilômetros com ao redor de 400 metros de subida e 500 de descida sem grandes dificuldades.
Acampamento. Pensão completa.

Distância caminhada – 16,5 quilômetros – 8 horas
Subida acumulada – 1300 metros
Descida acumulada – 1400 metros
Altitude do acampamento – 2830 metros

Incluso:Café da manhãAlmoçoJantar

DIA

Trekking

Nosso trekking se inicia por uma caminhada de uma hora seguindo o rio para em seguida acompanharmos o vale por suas encostas sempre com lindas vistas das montanhas ao nosso redor. A cadeia de montanhas que estaremos percorrendo, os Atlas, se formaram a 66 milhões de anos atrás pela colisão das placas tectônicas da Europa com a do norte da África. Durante o dia de hoje poderemos observar as formações rochosas que atestam este processo. Também hoje teremos a oportunidade de vermos os acampamentos de verão dos nômades da região que nesta época do ano trazem seus rebanhos para as pastagens de maior altitude. Poderemos também visitar a casa de uma das famílias nômades.
Após 6 horas de caminhada chegaremos em nosso acampamento em Aflalal em uma gostosa área gramada ao lado de um riacho de montanha.
Acampamento. Pensão completa.

Distância caminhada – 14,5 quilômetros – 6 horas
Subida acumulada – 300 metros
Descida acumulada – 800 metros
Altitude do acampamento – 2300 metros

Incluso:Café da manhãAlmoçoJantar

DIA

Trekking

Começamos o dia com uma subida de 100 metros por um platô para em seguida acompanhar o rio perdendo altitude gradualmente. Entramos então em um vale bastante verde e com muitas plantações de trigo e cevada. O principal interesse deste dia é ver os vários vilarejos tradicionais e seus habitantes. Nosso acampamento é ao lado de um desses vilarejos onde, por um dólar, podemos ter um banho quente.
Acampamento. Pensão completa.

Distância caminhada – 18 quilômetros – 6 horas
Subida acumulada – 360 metros
Descida acumulada – 620 metros
Altitude do acampamento – 2020 metros

Incluso:Café da manhãAlmoçoJantar
10°
DIA

Trekking

Nosso último dia de trekking é um dos mais espetaculares já que durante toda a manhã percorreremos um lindíssimo cânion as vezes com 30 ou 40 metros de largura, outras com não mais do que 10 metros. Cruzaremos o rio inúmeras vezes sempre com formações rochosas espetaculares, as vezes com água na canela, outras com água até o joelho. Após 4 horas de caminhada chegaremos em nosso abrigo de montanha onde dormiremos em quartos coletivos com banheiro e chuveiro em um gramado ao lado do rio convidativo para relaxarmos após os vários dias de caminhada.
Gite. Pensão completa.

Distância caminhada – 12 quilômetros – 4 horas
Subida acumulada – 0 metros
Descida acumulada – 70 metros
Altitude do acampamento – 1950 metros

Incluso:Café da manhãAlmoçoJantar
11°
DIA

Tighanimin - Boutaghar - Agdz

Após nosso café da manhã caminharemos por uma hora ainda pelo mesmo vale até encontrarmos a estrada onde nossos veículos 4×4 estarão nos esperando para a segunda parte de nossa viagem rumo ao Sahara. Viajaremos então por 5 horas até Agdz, onde ficaremos em um confortável e charmoso hotel Dar Qamar ( www.locsudmaroc.com/ ) em estilo local para o merecido descanso.

Incluso:Café da manhã
12°
DIA

Agdz – Mhamid – Chegaga

Hoje viajaremos de 4×4 em pleno Sahara até o nosso acampamento, nas dunas de Chegaga, onde teremos tempo para uma caminhada pelas dunas para assistir o pôr-do-sol no deserto. No Marrocos existem dois “ergs”, enormes conjuntos de dunas com quilômetros de extensão e dunas com centenas de metros de altura. O erg Chegaga com 45 quilômetros de dunas douradas, é o mais afastado dos dois, exigindo uma viagem de duas horas em veículos 4×4 fora de estrada. Por isso é menos visitado e tranquilo, o que condiz com a experiência de se assistir ao deslumbrante por do sol nas dunas em um passeio de duas horas a camelo.

13°
DIA

Chegaga – Iriki – Foum Zquid - Ouarzazate

Após o café da manhã, cruzaremos os platôs Oued Namm e Laatache e passaremos por uma região maravilhosa de dunas. Encontraremos então a trilha para Ouarzazate, onde passaremos a noite em um tradicional riad. Esta cidade é conhecida como a Hollywood Marroquina já que nos dois estúdios de cinema foram rodados inúmeros filmes como “O Gladiador” e “Laurence da Arábia”.

14°
DIA

Ouarzazate – Marrakesh

Depois do café da manhã, seguiremos em direção a Marrakesh. No caminho, iremos visitar dois importantes Kasbah: o Kasbah of Ait Ben Haddou, um magnífico exemplo da arquitetura do sul do Marrocos, e o Kasbah de Telouet, que fica numa antiga rota de caravanas. Passaremos a noite em nosso riad em Marrakesh.

15°
DIA

Retorno

Traslado ao aeroporto e retorno ao Brasil.

VALORES POR PESSOA EM EURO

Hospedagem Quádruplo Triplo Duplo Single CHD Validade
Grupo mínimo de 06 passageiros - - € 3.000 - - 26 Mai a 9 Jun 2019

 

Single supplement involuntário: € 300,00 por pessoa (Conforme os clientes forem se inscrevendo na viagem serão feitos pares para a divisão de quartos. Caso, ao final do período de inscrição alguém fique sem par, esta pessoa terá de pagar um single supplement de € 300,00)

Single supplement voluntário: € 600,00 por pessoa (Caso a pessoa escolha ficar em quarto individual pagará o dobro do Single Suplement Involuntário, ou seja, € 600,00 já que por sua escolha outra pessoa do grupo também ficará em um quarto individual)

OS VALORES E DISPONIBILIDADES DOS PROGRAMAS CONTIDOS NESTE SITE DA ADVENTURE CLUB ESTÃO SUJEITOS A ALTERAÇÕES. (24)

Sob consulta

Inclui:
– Acomodação no hotel citado ou similar, em quartos duplos, com café da manhã;
– Ingressos e passeios especificados;
– Transporte especificado no roteiro;
– Acompanhamento de guia a partir de Marrakesh;
– Alimentação completa durante o trekking e durante a estadia no acampamento no Sahara (jantar e café da manhã);
– Equipe de apoio com muleiros, mulas e guias locais.

Não inclui:
– Vôos internacionais;
– Alimentação fora do trekking;
– Bebidas engarrafadas durante o trekking;
– Taxas de embarque;
– Vistos ou gorjetas;
– Qualquer item não citado acima.

Hospedagem:
– Marrakesh: Riad (antigas casas de comerciantes ricos transformadas em pequenos hotéis boutique) no centro da medina.
– Durante o trekking: barracas de montanha para duas pessoas (barracas individuais são disponíveis com um preço extra). Na nossa noite no Sahara dormiremos em amplas barracas (com camas) dispostas em círculo ao redor de uma fogueira com a areia coberta por tapetes.
– Outros lugares: charmosos hotéis boutique em estilo berbere com piscina.

Saída 2019:
– Inicio em Marrakesh: 26 de maio
– Término em Marrakesh: 09 de junho

Clima: Durante o trekking teremos clima agradabilíssimo para caminhar com temperaturas ao redor de 20 graus durante o dia caindo para até cinco graus positivos a noite nos acampamentos mais altos. Em Marrakesh e no Sahara a temperatura será bastante alta chegando aos 35 graus durante o dia, mas principalmente no deserto refrescando bastante a noite.

Transportes: Em Marrakesh caminharemos pela Medina e teremos uma tarde e um dia inteiro livres para descobrir este que é um dos maiores mercados do planeta. Até o início do trekking e a caminho do nosso acampamento no deserto usaremos veículos 4×4 e no restante da viagem mini ônibus.

Dificuldade do trekking: Definimos este trekking como de dificuldade média. Apesar de não existir o problema da altitude (nossa noite mais alta é a apenas 3100 metros), os dias são razoavelmente longos com um gradiente de subida de ao redor de 1000 metros a cada dia. Como facilitador temos temperaturas amenas, acampamentos confortáveis com boas barracas de montanha, barracas banheiro e de refeições com mesa e banquinhos, além de um cozinheiro e auxiliares de cozinha. Todo nosso equipamento será carregado por mulas cabendo a nós levar apenas nossa mochila com as coisas do dia.

Voos: As melhores opções para este destino são voar de São Paulo para Madrid com a Ibéria e de lá seguir com a própria Ibéria, com a Air Marrocos ou com a empresa low cost Ryan Air.

Visto: Brasileiros podem tirar visto na chegada sem custo.

Seguro: Para esta viagem é obrigatório o seguro de viagens que inclua resgate por helicóptero. Consultar seu agente de viagens.

Vacinas: Para passageiros viajando com passaporte brasileiro é obrigatório ter a vacina de Febre Amarela. Recomendamos também as vacinas de Hepatite A e Febre Tifóide.

Sobre o trekking:
– Distância caminhada total – 87 quilômetros
– Subida acumulada total – 3610 metros
– Descida acumulada total – 3165 metros

Você também pode gostar