Imprensa

Ida a Beaujolais, na França, pede parada na cidade de Lyon

jul, 03

Para chegar ao Beaujolais, o melhor é ir até Lyon, alardeada pelos seus moradores como a capital gastronômica francesa. E realmente é uma cidade privilegiada para quem gosta de comer e beber bem.

Uma vez lá, não deixe de ir ao Marché Les Halles Paul Bocuse, nome em homenagem ao célebre chef.

O mercado reúne cerca de 60 bancas que vendem produtos de altíssima qualidade –queijos e rechonchudos saucissons, pães, carnes e doces. E tem bares para prolongar a visita com um gole e outro de vinho branco e ostras frescas.

 

 Banca do Marché Les Halles Paul Bocuse, em Lyon

Vale também percorrer o autêntico mundo dos bouchons lyonnaises, os bistrôs de cozinha tradicional, como o Daniel et Denise, tocado pelo chef Joseph Viola.

Depois, caia na bela estrada em direção à região vitivinícola de Beaujolais (cerca de uma hora de carro pela Autoroute du Soleil), onde as curvas por plantações de uvas e pequenos castelos mostram aos olhos paisagens de grande beleza e encantos medievais das 39 aldeias, como a pequenina Oingt, que parece uma filigrana dourada com suas casas de pedra.

No caminho, são cerca de 40 adegas abertas aos turistas, algumas com hospedagem. Como o aristocrático castelo de Bellevue, em Villié-Morgon, plantado em meio a oito hectares de vinhedos e com cinco suítes.

Na região de Beaujolais, todos os vinhos são feitos com uma única variedade de uva, a gamay. Sua área geográfica de produção segue o curso do rio Saône no leste da França, ao sul da Borgonha.

O vinho mais conhecido da região é o Beaujolais Nouveau, engarrafado logo após ser elaborado e pronto para consumo imediato depois de dois meses. Os melhores, conhecidos como os dez crus do Beaujolais, são produzidos em vinhedos selecionados e envelhecidos em tonéis de carvalho. Outra opção simpática é o castelo de Buffavent, em Denicé, no sul do Beaujolais, que também recebe hóspedes na propriedade onde produz vinhos brancos e tintos.

A região de Beaujolais tem vários desses lugares que se veem em filmes, só que ao alcance do viajante.

 

QUEM LEVA

 

US$ 5.195 (R$ 11.449)

Cinco noites de tour de bike por Bordeaux. Roteiro passa por Rio Dordogne, St. Emilion, Flaujagues, St. Magne, St. Christophe, Castillon, Pomerol, Bertin, Montagne, St. Adré-de-Cubzac, Margaux, Beychevelle, Pichon Longueville e Pauillac. Café da manhã, dois almoços, quatro jantares com vinho, dois piqueniques e traslados estão inclusos no pacote. Degustações no Château de Candale, no Château Figeac, em Petrus e no Château Gazin estão inclusas. Na Adventure Club: (11) 5573-4142; adventureclub.com.br

 

US$ 5.195 (R$ 11.449)

Pacote para cinco noites de tour de bicicleta pela Provença -inclui Avignon, Pont du Gard, Édenon, Cabrières, Vers, Uzès, Flaux, Valliguieres, Castillon du Gard, St. Michel-de-Frigolet Abbey, Gravenson, Maillane e Les Baux de Provence. Com traslados, café da manhã e almoço diários e quatro jantares com degustação de vinho. Passeio de bike pelos vinhedos e vilarejos de Uzès e Luberón estão no roteiro. Na Adventure Club: (11) 5573-4142; adventureclub.com.br

 

Fonte: Folha.com

Comentários

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *