Pacote de viagem para
Cuba

Melhor época Novembro a Abril
Roteiros inicio

Viajar a Cuba não é sonhar, embora o pareça. Chegar é fazer uma segunda viagem de descobrimento, mas não em navios à mercê de ventos. Também não é aceitar por casualidade, mas ir direto para um pequeno mundo de contrastes, com uma natureza única e maravilhosa. É conhecer pessoas simpáticas, seus anseios e realidades. Não é imaginar. O mundo de hoje dá pouca margem para fugir e descansar. E isso talvez seja o melhor de Cuba: ser um grupo de ilhas, praias, florestas e cidades por descobrir.

O sol brilha a maior parte do ano em Cuba. Com um clima tropical e temperatura média de 25ºC o destino é muito agradável para quem gosta de calor e praia, mas que também não abre mão de conhecer a cultura local em suas viagens. A melhor época para conhecer o país é entre Novembro e Abril, durante o inverno cubano há menor probabilidade de chuvas e os termômetros permanecem altos.

Melhor Época de Viagem para Cuba

O sol brilha a maior parte do ano em Cuba. Com um clima tropical e temperatura média de 25ºC o destino é muito agradável para quem gosta de calor e praia, mas que também não abre mão de conhecer a cultura local em suas viagens. A melhor época para conhecer o país é entre Novembro e Abril, durante o inverno cubano há menor probabilidade de chuvas e os termômetros permanecem altos.

Roteiros de viagem para Cuba

Grupo com Guia Brasileiro
Cuba, a estrela do Caribe

Periodo:
12 Dias | Até Nov 2018
A partir de:
U$ 4.920,00

Havana e Varadero – 8 Dias

Periodo:
A partir de:

Fantasia Cubana – 10 Dias

Periodo:
A partir de:

Cuba Fascinante – 13 Dias

Periodo:
A partir de:

Havana e Cayo Largo – 8 Dias

Periodo:
A partir de:

Cayo Santa Maria – 9 Dias

Periodo:
A partir de:

Cayo Ensenachos – 9 Dias

Periodo:
A partir de:

IDIOMA: Espanhol

MOEDA: Peso Conversível Cubano e Peso Cubano (Moneda Nacional)

COMPRA DE MOEDA OU CARTÕES PARA VIAGEM:
Você pode conseguir boas cotações para a compra de moedas através da Novo Mundo Operadora www.novomundocc.com.br

FUSO HORÁRIO: -2 horas em relação ao horário de Brasília

VOLTAGEM ELÉTRICA: 110V

CÓDIGO TELEFÔNICO: +53

DOCUMENTOS: Brasileiros precisam de visto e Passaporte original com validade mínima de 6 meses (contando a data da viagem).

VACINAS: É obrigatório apresentar o Certificado Internacional de Vacinação contra a Febre Amarela e recomendamos as vacinas contra Hepatite A, Tétano e Febre Tifoide. Disponíveis nos Hospitais Emílio Ribas, Hospital das Clínicas e nos Postos de atendimento ao viajante da ANVISA.

Importante: As vacinas deverão ser aplicadas pelo menos 10 dias antes da sua viagem. Para não ser surpreendido com a falta de alguma delas na ocasião da procura entre em contato:

– Hospital Emílio Ribas: Av. Dr. Arnaldo, 165. Atendimento de Segunda a Sexta-feira, das 12h30 às 15h. Agendar: (11) 3896-1366

– Hospital das Clínicas: Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 255. Atendimento de Segunda a Sexta-feira, das 07h30 às 15h. Agendar: (11) 2661-0000

– Postos de atendimento ao viajante da ANVISA:

Nome: Vera Iris

Data: 01/04/2016

Destino: América Central – Pacote de Viagem para Cuba

Mensagem:
Amanda e amigas…

Tudo bem?

Voltei de Cuba no domingo… Foi uma viagem especial , inédita, inusitada e muito diferente de tudo que já fiz. Gostamos muito mas ainda estou impactada com tanta coisa para pensar , refletir, rever.

É um pais – pelo pouco tempo que fiquei e que observei com meu olhar de jornalista – de contrastes e contradições. Que tem um povo gentil, educado, generoso, puro , simpático e alegre. Que tem zero por cento de analfabetos, mas os jovens profissionais como engenheiros, professores, historiadores, não tem empego, nem onde trabalhar, a não ser que sejam guias de turismo, garçons, motoristas de táxis, recepcionistas de hotéis de luxo…. Um pecado!

É um país que tem três resorts de alta qualidade profissional com serviços excelentes num paraíso chamado Cayo Largo mas para se chegar tem que se submeter a um aéreo precário, inconstante , cheio de surpresas e sustos : viajamos de helicóptero da força aérea russa de 1950, com 18 lugares, no meio da noite. Fui rezando os 50 minutos de vôo. Na volta conseguimos vir de aviãozinho, um pouco melhor apenas.

Turistas comem muito bem nos restaurantes modernos, com atendimento super profissional, pratos deliciosos, ambiente confortável, mas sabemos que o povo cubano pena para comer razoavelmente , que quando os ovos chegam à Ilha precisam correr para as filas e tentar comprar ( bem baratinho) uma quantidade suficiente para durar pelo menos um mês. Aliás, um jovem cubano, me disse que Cuba é o país das colas ( filas). O povo tem tudo gratuitamente ou por um preço bem baixo, mas enfrenta filas enormes em farmácias, hospitais, pontos de ônibus, mercados, bancos, postos telefônicos etc.

E a Internet ? O que é isso ? agora, está se tornando um must na Ilha – com pontos pela cidade onde os jovens conseguem ficar uma hora no wi fi, buscando referencias do mundo do lado de lá. Caríssima para eles. E de qualidade variavel.

Enfim, algumas impressões que estou ainda elaborando porque essa viagem mexeu muito comigo.

Quero agradecer vocês pela serviço pois deu tudo super certo. Com certeza, gostaria de ter ficado mais dias no Hotel Nacional, que muito me emocionou ao entrar. Uma pena que não deu.

Nada a reclamar do atendimento da Adventure Club. Muito obrigada.

Estou à disposição para qualquer coisa que precisarem.

Um abraço a todas e até a próxima viagem. Vera Iris

Nome: Cinthia Castro e Família

Data: 18/01/2017

Destino: América Central – Pacote de Viagem para Cuba

Mensagem:
Cuba é atravessar o túnel do tempo!

Ver aquela arquitetura e aqueles carros rodando pelas ruas é inacreditável.

Uma refeição no La Guarida, um restaurante 5 estrelas num palacete em restauração foi uma experiência única.

E Cayo Largo tem a praia de Sirena com uma água azul e areia tão branca q até dói a vista, paradisíaca! Adoramos!

Receptivo excelente, pontual e eficiente. Natasha q nos atendeu é uma simpatia.

Pontos negativos: A cidade está empobrecida, vimos muitos edifícios maravilhosos se deteriorando, mas não vimos mendigos pedindo dinheiro e a cidade de Havana é muito mais segura do que São Paulo, sem dúvida.

A comida de um modo geral é regular, mas se percebe que não há variedade pq faltam matérias primas.

O povo é educado mas o brasileiro é muito mais acolhedor.

Não espere comprar NADA lá, pq nao há lojas, o comércio é praticamente inexistente. Só há charutos, rum e banquinhas de artesanato, com aquelas quinquilharias pra turista.