Grupo com Guia Espanhol – Benin: Um pedaço do Brasil

Permânencia 14 Dias
Período 13 Jan 2019
Detalhes inicio
Saída: 13/01/2019
Valores Incluem: Parte Terrestre e Aérea
A partir de: € 7.263,00 Solicitar Cotação

Visitar o Benin significa encontrar as nossas raízes africanas e uma história complexa. Lar do vodu, abriga  florestas  sagradas  com  tribos orgulhosas de seus costumes

  • benin_2
  • benin_1

DIA

Embarque para Lomé com conexão em Paris

Embarque do Brasil para Lomé, capital e maior cidade do Togo, via Air France com conexão imediata em Paris.


DIA

Chegada em Lomé

Na chegada à Lomé, traslado ao hotel e pernoite
Pernoite: Lome

 


DIA

Ida de Lomé para Ganvie, no Benin (trajeto terrestre de aprox. 45 min)

Café da manhã no hotel. Saída para visitar Dantokpa, o mercado central de Cotonou, considerado o maior da África Ocidental. Este mercado aglomera todas as etnias do país e é possível encontrar de tudo nele, desde fetiches vodus até peças para carros. Aqui também é possível ver alguns dos monumentos da era comunista. (por mais de uma década Benin foi um estado marxista) Ida de Cotonou para a chamada Veneza Africana, Ganvie, que é Patrimônio da Unesco. Ela abriga uma população de aproximadamente 20.000 habitantes e foi fundada no século XVI como um refúgio para pessoas que evitavam ser escravizadas. É fascinante caminhar pelos canais e ver a vida diária de seus habitantes.
Pernoite em um hotel local em cima de palafitas em Cotonou. Pernoite: Cotonou

Incluso:Café da manhã

DIA

Passeio em Cotonou e Ida para Porto Novo (trajeto terrestre de aprox. 1h)

Após café da manhã, passeio ao longo da movimentada estrada que liga as grandes cidades do Golfo da Guiné: Abidjan-Accra – Lomé – Cotonou – Lagos. Chegada ao Porto Novo, capital política e histórica do Benin fundada pelos portugueses no século XV. A cidade velha está cheia de edifícios muito antigos e com muita história,infelizmente, em condições precárias, mas um plano conjunto da Unesco com a prefeitura local está reabilitando um após o outro (trabalho feito pouco a pouco).
Visita ao bairro afro-brasileiro e ao Mercado Central, onde se destaca a mesquita de puro estilo afro-brasileiro. O grupo étnico dominante é o Yorùbá, que tem adoração pelos Orixás.

Incluso:Café da manhã

DIA

Passeio em Porto Novo e Ida para Onigbolo (trajeto terreste de aprox. 2h)

Café da manhã no hotel e saída para a parte mais remota do Benin. O passeio terá como destino a vila de Onigbolo, onde está um dos grupos mais fascinantes do país, os Holi, animistas que mantém a mesma tradição de tatuagem corporal até os dias de hoje.
Passeio a pé por campos e pequenas florestas sagradas para chegar à aldeia dos Holi e seus habitantes, que são desacostumados com a presença de viajantes ocidentais. Um guia local fará a comunicação com o “cabeça”do clã. Nessa visita é possível desfrutar de uma África totalmente preservada da influência Ocidental (exceto pela presença de algumas motocicletas e bacias plásticas).
Retorno para Ongbolo e pernoite.

Incluso:Café da manhã

DIA

Passeio nas aldeias Holi e Ida para Kétou (trajeto terrestre de aprox. 1h)

Após café da manhã, visita as aldeias dos Holi. A oportunidade de ver um mundo único e admirar as belas tatuagens faciais e corporais da tribo, além de suas aldeias de bambu e palha.
Despedida dos Holi e saída para Kétou, antigo reino que, graças ao atraso econômico da África, conseguiu proteger grande parte da arquitetura e estrutura que existiam antes da chegada dos europeus. Ao caminhar pelas ruas próximas ao Palácio de Akaba-Idénan e da Grande Mesquita é possível ver o passado pré- colonial da cidade.
A origen do reino é imprecisa, uma vez que tudo é baseado na tradição oral, e como toda tradição oral, perde e ganha aspectos ou se torna contraditória.
Segundo os historiadores, a base do reino data dos séculos XI e XVI, mas de acordo com a história contada pelos locais, os primeiros Yorubás chegaram a área já habitada por aborígenes que viviam na Floresta de Kpankou, a poucos quilômetros da atual cidade. Para eles, foram esses aborígenes que ofereceram comida e madeira seca para iluminar a primeira fogueira das famílias Yorubás, que acabavam de chegar de Ilê-Ifé (agora Nigéria). Desde então, cada vez que um Alaketu (soberano dos Kétou) more, todos os incêndios do reino são extintos e não se acendem até que um ministro do rei vá até Kpankou para fazer ” o ritual do fogo” e assim iniciar um novo estágio com um novo soberano. Atualmente, a cidade é governada por Alaketu Alade Ife, 49º monarca de Kétou, e sua principal atividade é o comércio com a Nigéria e a agricultura. Apesar do potencial turístico da cidade e seus arredores, o turismo ainda é uma questão pendente por lá.
Retorno para o hotel e pernoite.
Pernoite: Onigbolo

Incluso:Café da manhã

DIA

Ida de Kétou para Ewe(trajeto terrestre de aprox. 2h)

Café da manhã e visita matinal à pequena e tradicional Ofia, localizada a 6km de Ketou, governada por um rei Yorubá e onde são celebradas as danças gueledé.
A Cerimônia de Gueledé (geralmente escrita como Geledé) tenta combinar espetáculos de acrobacia e arte, apresentações de temas místicos e a elegância das máscaras dançantes, um espetáculo que homens e deuses gostam. O objetivo das representações dos Gueledé é conectar homens e forças espirituais através da magia do teatro. As representações variam em seus detalhes de acordo com os lugares, mas a intenção cômica do jogo das máscaras permanece mesma: quitar os erros e os impulsos das bruxas através da arte.
Em seguida, visita a Ewé, aldeia onde poucos turistas têm acesso, cercada por uma das maiores florestas sagradas do Benin. Por lá é possível conversar com os aldeões e as autoridades. Retorno para o hotel e pernoite.
Pernoite: Cove

Incluso:Café da manhã

DIA

Ida de Ewe para Cove (trajeto terrestre de aprox. 2h)

Após café da manhã no hotel, passeio para Gbanamé, o povoado que serve de base para caminhada pelas colinas de Agonlín, onde é possível conhecer como vivem duas etnias em uma região desconhecida de Benin: Os Fon Agonlín, que são agricultores, e os Fula, nômades islâmicos. Durante a caminhada é possível ver de perto povoados tradicionais e conversar com seus habitantes. O objetivo é chegar ao acampamentos dos Fula e conhecer seus costumes, marcados pelo culto à beleza de homens e mulheres com seus penteados, chapéus e tatuagens. Retorno para o hotel e pernoite.

Incluso:Café da manhã

DIA

Passeio em Cove e Ida para Abomey (trajeto terrestre de aprox. 1h)

Dia dedicado à visita daquela que, seguramente, foi a cidade mais importante da África durante os séculos XVI e XVII, quando houve o auge da escravidão. Os governantes de Abomey enriqueceram de forma exorbitante graças ao comércio triangular. Abomey também é responsável pelo nome do país, que era Dahomey até a era comunista, e depois passou a chamar República Popular de Benin,em homenagem a um reino de mesmo nome, próximo da Nigéria.
Veja os palácios reais, o Museu de Arte e História e o povoado subterrâneo de Agongointo –Zoungoudo, criado por um dos monarcas de Abomey para proteger sua corte durante as  guerras tribais. Uma cidade que respira  istória por todos   os lados.
Retorno ao hotel e pernoite. Pernoite: Abomey

 

Incluso:Café da manhã
10º
DIA

Ida de Abomey para Allada (trajeto terrestre de aprox. 2h)

Após o café da manhã, visita a um bosque original ao sul de Benin, o bosque de Ko. Ele conserva um centro de  mata virgem com fauna típica do Golfo Guiné e aos arredores é possível ver algumas comunidades que ali vivem. Ida para Allada, um reino vassalo com arquitetura muito interessante.
Pernoite em Allada. Pernoite: Allada

Incluso:Café da manhã
11º
DIA

Ida de Allada para Ouidah (trajeto terrestre de aprox. 1h)

Logo após o café da manhã, início do passeio para a cidade de Ouidah, que no passado funcionava como porto principal de comércio dos escravos na África do século XIV até meados do século XIX. Cheia de  histórias, a  cidade é  candidata a  se tornar Patrimônio da Unesco por sua fortaleza portuguesa, a antiga estrada escrava, as casas afro-brasileiras, a floresta sagrada das divindades vodus e o templo das serpentes pítons.
Retorno para o hotel e pernoite.
Pernoite: Ouidah

Incluso:Café da manhã
12º
DIA

Ida de Ouidah para Possotome (trajeto terrestre de aprox. 1h)

De manhã, visita ao desconhecido lago sagrado Ahmé, importante bastião do animismo beniniano, ida  para a  aldeia de  Bopa, onde vive o  grande mestre do “raio” de Benin. Visita aos templos de vodus e a um templo de crânios.
Ida para Possotome e pernoite.
Pernoite: Possotome

Incluso:Café da manhã
13º
DIA

Passeio em Possotome

Café da manhã no hotel. Dia tranquilo de visitas próximas à cidade, como um povoado de pescadores da etnia Pedah.
Pernoite: Possotome

Incluso:Café da manhã
14º
DIA

Ida de Possotome para Lomé e embarque para o Brasil

Após o café da manhã, ida para Lome. Passeio ao mercado de artesanato e últimas visitas aos arredores.
Em horário combinado, transfer ao aeroporto e embarque para o Brasil. Pernoite: Day Use em Lome

Incluso:Café da manhã

VALORES POR PESSOA EM EURO

Hospedagem Quádruplo Triplo Duplo Single CHD Validade
intermediário - - 7.263,00 7.769,00 - 13 a 26 Jan 2019

OS VALORES E DISPONIBILIDADES DOS PROGRAMAS CONTIDOS NESTE SITE DA ADVENTURE CLUB ESTÃO SUJEITOS A ALTERAÇÕES. (13)

O forma de pagamento Cheque (de pessoa física, sujeito a aprovação por instituição financeira) ou cartão (de  pessoa física emitido no  Brasil): 30% de entrada à vista e saldo parcelado em até 6x.

Cobramos um sinal de US$ 100,00 por pessoa para  efetivarmos a  reserva terrestre, após termos recebido a confirmação da reserva aérea. Efetivadas as confirmações de todos os serviços, o Cliente receberá uma notificação com todos os detalhes explicitados, além do contrato de viagem.

O que inclui:
– Parte aérea : São Paulo/ Paris /Lome/ Paris voando Air France em voos pré-determinados.
– 1 noite de hospedagem em Lomé com café da manhã no Hotel Onomo ou similar 1 noite de hospedagem em Cotonou com café da manhã no Hotel Golden Tulip ou similar
– 1 noite de hospedagem em Porto Novo com café da manhã no Hotel Shongai ou similar
– 2 noites de hospedagem em Onigbolo com café da manhã no Hotel Residence ou similar
– 2 noites de hospedagem em Cové com café da manhã no Hotel TG ou similar 1 noite de hospedagem em Abomei com café da manhã no Hotel Abomey ou similar
– 1 noite de hospedagem em Allada com café da manhã no Hotel Royal Paradise ou similar
– 1 noite de hospedagem em Ouidah com café da manhã no Hotel Casa del papa ou similar
– 2 noites de hospedagem em Possotome com café da manhã no Hotel Chez Teo ou similar
– 1 day use em Lomé no Hotel Onomo ou similar (até a hora do transfer para o aeroporto)
– Traslados em espanhol: Em serviço compartilhado com o grupo de chegada e saída de Lome;
– Passeios: Todos os mencionados no descritivo;
– Entradas aos monumentos mencionados no descritivo;
– Veículos e motoristas próprios para todo o roteiro;
– Guia em espanhol durante toda a viagem;
– Assistência Internacional: Plano Full. Consulte-nos sobre informações e coberturas incluídas.

Não inclui:
– Taxas de embarque;
– Despesas com documentação;
– Qualquer item não mencionado como incluído como: documentação, vistos, almoços, bebidas, etc.

Parte aérea prevista:
Air France 459 13/jan Guarulhos /Paris 21h05 11h20
Air France 860 14/jan Paris /Lome 15h10 20h35
Air France 861 26/jan Lome/Paris 23h20 06h40
Air France 456 27/jan Paris /Guarulhos 10h05 19h05

Hospedagem:
Lome: Hotel Onomo Lome Standard 02 noite(s) – Café da manhã
Cotonou: Golden Tulip Hotel Cotonou Standard 01 noite(s) – Café da manhã
Porto Novo: Regional Center Songhaï Standard 01 noite(s) – Café da manhã
Onigbolo: Residence Hotel Onigbolo Standard 02 noite(s) – Café da manhã
Cove: Hotel TG Standard 02 noite(s) – Café da manhã
Abomey: Hotel Abomey Standard 01 noite(s) – Café da manhã
Allada: Hotel Royal Paradise Standard 01 noite(s) – Café da manhã
Ouidah: La Casa Del Papa Standard 01 noite(s) – Café da manhã
Possotome: Hotel Chez Theo Standard 02 noite(s) – Café da manhã

Diferenciais Adventure Club:
1. Acompanhamento de coordenador de viagem desde o Brasil, que prestará suporte ao grupo ao longo de toda a viagem;
2. Guia local falando espanhol e dialetos necessários para se comunicar com as tribos;
3. Grupo pequeno, máximo de 15 participantes;
4. Roteiro cuidadosamente desenhado para se aproveitar o melhor de Benim durante a viagem;
5. Já inclui o imposto de remessa internacional ( IRRF) e gorjetas para motorista e guia local.

Importante:
Esta  viagem exige um  número mínimo de  15  participantes para  que   o  grupo  seja  confirmado.  A   confirmação   ou   não   da   saída   será   até   o   dia 20/ 06/ 2018 (ou antes, caso já tenhamos atingido o número mínimo de participantes).
Caso a saída não atinja o número mínimo de participantes e os participantes pagantes quiserem manter a viagem, o valor final será revisto e rateado. No  caso de não concretização da viagem, o valor pago será integralmente devolvido.
Este roteiro poderá ser cancelado ou reajustado por motivos de caso fortuito ou força maior, bem como para se adaptar a possíveis alterações de voos e/ou frequências aéreas.

 

 

 

 

 

Você também pode gostar