Myanmar Cultural
Yangon Mandalay Bagan e Inle – 10 Dias

Detalhes inicio

O segredo mais bem guardado dessa região, que permaneceu fechada ao turismo durante décadas, agora tem suas portas abertas de forma majestosa, com cidades repletas de templos e pagodas douradas, muita religiosidade e uma geografia que compreende desde abundantes florestas até as praias de rara beleza ainda pouco conhecidas. A diversidade cultural está estampada nos rostos das diversas etnias e tribos que compõem a população. DIFERENCIAL: Oferecer um roteiro realizado em formato privativo, garantindo maior atenção e flexibilidade durante a sua viagem. Possuir uma equipe de atendimento capacitada para entender e atender as necessidades individuais de cada cliente, fazendo os ajustes e alterações que forem necessárias para o roteiro ideal para você, bem como oferecendo um leque com as melhores opções para quem quer prolongar a viagem para outros países na Ásia.

Período: Até Abril de 2017
Saídas: Diárias
Valores anunciados incluem: Parte Terrestre (consulte parte aérea)

Legenda para refeições: C – café da manhã / A – almoço / J – jantar

1º dia – YANGON – Pernoite em Yangon.
2º dia – YANGON (C) – Visita ao Parque Kandawgyi, Chaukhtatgyi Reclining Buddha, centro de Yangon, Sule Pagoda, Scott Market, Shwedagon Pagoda. Pernoite em Yangon.
3º dia – YANGON / BAGAN (C) – City tour em Bagan, visita à loja de laca, passeio de barco no rio Irrawaddy. Pernoite em Bagan.
4º dia – BAGAN (C) – Visita ao mercado Nyaung Oo, vila Phwar Saw e passeio em charrete. Pernoite em Bagan.
5º dia – BAGAN / MANDALAY (C) – Visita à Mahamuni Pagoda, Shwe Kyaung (Monastério Palácio de Ouro) e Kuthodaw Pagoda. Pernoite em Mandalay.
6º dia – MANDALAY – AMARAPURA – AVA – SAGAING (C) – Observação das alms collection, visita à Ponte U Bein, ao Monastério Mahagandayone, loja de tecelagem, passeio em charrete e morros de Sagaing. Pernoite em Mandalay.
7º dia – MANDALAY / HEHO – LAGO INLE (C) – Visita ao monastério Shwe Yan Pyae, pagoda Phaung Daw U, templo Nga Hpe Kyaung e vila Inn Paw Khone. Pernoite no Lago Inle.
8º dia – LAGO INLE (C) – Passeio a pé e em canoas pelo Lago Inle com visita à vilas. Pernoite no Lago Inle.
9º dia – LAGO INLE – HEHO / YANGON (C) – Visita ao Museu Nacional de Yangon e ao mercado de frutas de Chinatown. Pernoite em Yangon.
10º dia – YANGON / ORIGEM

ROTEIRO DETALHADO

1º dia – YANGON – Chegada em Yangon, recepção e traslado ao hotel e pernoite.
* Yangon: Seu nome significa “cidade sem inimigo”, do yan, inimigos, e koun, livrar-se de,fugir de. É a principal porta de entrada e capital de Myanmar. Apesar de a população girar em torno de 5 milhões de habitantes, ser a maior cidade do país e o mais importante centro comercial, passa uma impressão diferente de outras capitais da Ásia de tamanho similar. Bem arborizada, exala um ar mais provençal do que de cidade internacional.

2º dia – YANGON (C) – Passeio de dia inteiro por Yangon, visitando a Sule Pagoda, Scott Market (Bogyoke Aung San Market), Chaukhtatgyi Reclining Buddha, ao Parque Kandawgyi com caminhada até a Barca Real Karaweik e à Shwedagon Pagoda. Retorno ao hotel e pernoite.

* Parque Kandawgyi: muito frequentado pelos moradores para lazer. A área do jardim é de 110 acres, área de águas 150 acres, totalizando 260 acres. É possível encontrar uma grande variedade de flores, inclusive um jardim de orquídeas, um mini zoológico, restaurantes e lojas de souvenirs. Kandawgyi significa “o grande lago”.
* Barca Real Karaweik: é um palácio em forma de barca localizado na margem leste do lago Kandawgyi. Foi desenhada pelo arquiteto U Ngwe Hlaing. A construção teve início em Junho de 1972 e terminou em Outubro de 1974. Possui 2 espaços para eventos e abriga hoje um restaurante.
* Chaukhtatgyi Reclining Buddha: É considerada uma das maiores imagens do Buda reclinado, com 62 metros de comprimento.
* Sule Pagoda: Marca o centro da cidade e ocupa um papel importante na política, ideologia e geografia do país. De acordo com a lenda, foi construída antes da Pagoda Shwe Dagon, na era de Buda, há mais de 2.500 anos. Ainda conforme a lenda, o local da pagoda Shwe Dagon deveria ser revelado por um espírito que residia no local onde hoje é a Sule Pagoda.
* Scott Market: É um mercado de 70 anos que contém uma enorme variedade de souvenires, desde produtos em laca até joias e pedras preciosas. (Fechado às segundas-feiras).
* Shwedagon Pagoda: As torres históricas têm quase 98 metros de altura. É considerada uma das maravilhas do mundo religioso e acredita-se ter sido construída há 2500 anos. É coberta com centenas de placas de ouro; o topo tem 4531 diamantes incrustados, sendo o maior com 76 quilates.

3º dia – YANGON / BAGAN (C) – Traslado pela manhã ao aeroporto para embarque com destino à Bagan. Chegada e acomodação no hotel para descanso. Saída para city tour em Bagan, com visita às famosas pagodas, incluindo a Gubyaukgyi e os templos Ananda e Htilominlo. Retorno ao hotel após almoço. Visita a uma loja de objetos em laca para observar o processo de produção. No final da tarde, passeio em barco pelo rio Irrawaddy. Retorno ao hotel e pernoite.

* Bagan: Conhecida como a cidade das 4 milhões de pagodas, Bagan é um dos sítios arqueológicos mais ricos da Ásia. É possível encontrar mais de 2000 pagodas, templos e monastérios construídos durante a dinastia Bagan. A cidade pode ser descrita como surpreendente e encantadora, onde os visitantes experimentam a essência de Myanmar em um local ainda não afetado pelo século 21. Bagan não é só famosa pelas pagodas, mas também pelos artefatos produzidos em laca.
* Templo Gubyaukgyi: O templo foi construído em 1113 pelo filho do Rei Kyanzittha,o príncipe Rajakumar, logo após a morte de seu pai. Rajakumar era o único herdeiro do trono de Bagan, porém Kyanzittha designou seu neto Alaungsithu como herdeiro e Rajakumar renunciou seu direito.
* Templo Ananda: Foi construído em 1105 durante o reinado do rei Kyanzittha, da Dinastia Pagan. É um dos 4 templos restantes de Bagan. O templo budista abriga 4 Budas em pé, cada um de frente à um ponto cardinal (Norte, Sul, Leste e Oeste). O templo foi danificado por um terremoto em 1975, porém foi restaurado e é bem preservado atualmente.
* Rio Irrawaddy: É o maior rio de Mianmar e também a principal rota marítima comercial do país. Corre de norte a sul antes de desaguar no Delta de Irrawaddy e depois no Mar de Andaman.

4º dia – BAGAN (C) – Visita ao mercado Nyaung Oo e, em seguida, à vila Phwar Saw para observar o modo de vida dos birmaneses. No fim da tarde, passeio em charrete por locais onde carros não transitam. Veja o por do sol do topo de uma pagoda com vista panorâmica para Bagan e seus templos. Retorno ao hotel e pernoite.

* Mercado Nyaung Oo: Mercado com grande variedade de frutas e vegetais, bastante típico em Bagan.
* Phwar Saw: Esta vila é um exemplo perfeito de como a população local vive. É possível ver a intimidade de um morador com o outro e com qualquer visitante estrangeiro. Visitaremos casas locais e observaremos seu modo de vida.
Sugestão Adventure Club:
PASSEIO DE BALÃO EM BAGAN – Ao nascer do sol, aprecie de cima vistas inigualáveis com centenas de templos construídos entre os séculos 11 e 13. O passeio todo tem duração de aproximadamente 3 horas e precisa ser reservado com antecedência, pois as vagas são limitadas e costumam acabar rápido. Passeio sujeito à disponibilidade e condições climáticas. Opera somente de 01 de outubro a 31 de março.

5º dia – BAGAN / MANDALAY (C) – Traslado ao aeroporto de Bagan para embarque com destino a Mandalay. Visita aos principais atrativos da cidade como Mahamuni Pagoda, Shwe Kyaung (Monastério Palácio de Ouro) e Kuthodaw Pagoda. Subida de carro ao morro de Mandalay para observar o por do sol. Pernoite.

* Mandalay: A última capital do Império de Myanmar / Burmese, Mandalay está situada no centro de Myanmar a 668km de Yangon. É a maior cidade depois de Yangon e é tanto um importante centro comercial como um repositório da cultura anciã. Com resquícios da antiga cidade real com inúmeros monastérios, Mandalay é um mostruário da arte e da arquitetura de Mianmar do século 19. É famosa também pelas esculturas em madeira, prataria, tapeçaria, tecidos de seda e outros produtos artesanais.
* Mahamuni Pagoda: A Pagoda recebeu esse nome devido à imagem sagrada que abriga – “Maha Muni”. A segunda imagem mais sagrada de Mianmar é dita ter sido um molde de Gautama Buddha em vida e que Buddha a abraçou 7 vezes, trazendo-a à vida. Consequentemente, budistas devotos acreditam que a imagem tem vida e se referem a ela como a Imagem Viva de Maha Muni.
* Shwe Kyaung (Monastério Palácio de Ouro): Um frágil lembrete do antigo Palácio de Mandalay, já que foi originariamente construído dentro do Palácio de Mandalay, porém movida para o local atual em 1880.
* Kuthodaw Pagoda: Conhecida como o maior livro pelas escrituras budistas talhadas em 729 placas de mármore.

6º dia – MANDALAY – AMARAPURA – AVA – SAGAING (C) – Pela manhã, observação de ritual (alms collection) onde os monges recebem oferendas da população local. Traslado à Amarapura, situada a 11km ao sul de Mandalay. Visita à Ponte U Bein e ao Monastério Mahagandayone e a uma loja de tecelagem e artesanatos para observar o processo de produção. À tarde, traslado a Ava, em uma das margens do rio Ayeyarwady e próximo à ponte de Ava, para visitar as ruínas, vilas e um exótico monastério do interior em charrete. Continuação até os morros de Sagaing, cruzando uma das poucas pontes sobre o rio Ayeyarwady para observar a rotina dos monges e freiras. Retorno a Mandalay e pernoite.

* Monks Alms Collection: Procissão de centenas de monges que caminham silenciosamente pelas ruas para receber oferendas da população local. O ritual acontece diariamente na cidade, sempre ao amanhecer.
* Amarapura: Antiga capital do Myanmar e agora uma cidade de Mandalay. Amarapura é limitada pelo rio Irrawaddy a oeste, pelo povoado de Chanmyathazi ao norte e à antiga capital Ava ao sul. Foi a capital de Myanmar durante o período Konbaung (1783-1821 e 1842-1859) e seguida por Mandalay em 1859. O povoado de Amarapura é conhecido pela tradicional tecelagem de seda e algodão e pela fundição de bronze.
* Ponte U Bein: A ponte de madeira mais extensa de Myanmar, que atravessa o Lago Taungthaman e é curvada para suportar o vento e as ondas.
* Monastério Mahagandayone: É esperado de um burmese que passe uma parte de sua vida servindo como monge e aprendendo os ensinamentos budistas.
* Ava: Foi a capital do reino Burmese por quase 400 anos durante o segundo Império de Mianmar.
* Sagaing: É considerado o centro vivo da fé budista em Mianmar e as centenas de monastérios ecoam os sons dos címbalos, gongos e sinos das pagodas.

7º dia – MANDALAY / HEHO – LAGO INLE (C) – Traslado ao aeroporto para embarque com destino à Heho. Chegada e traslado à Nyaung Shwe, porta de entrada do Lago Inle. Visita ao monastério Shwe Yan Pyae. Traslado em barco até o hotel às margens do Lago Inle. À tarde, visita à pagoda Phaung Daw U para ver as 5 imagens de Buddha. Visita ao templo Nga Hpe Kyaung e oportunidade de visitar jardins flutuantes. Visita à uma vila de tecelagem de seda, Inn Paw Khone. Retorno ao hotel e pernoite.

* Lago Inle: este vasto e pitoresco lago circundado pelas Montanhas Azuis está a 900m acima do nível do mar. O lago é famoso pelos Inthas (habitantes nativos do lago) que desenvolveram uma técnica única de remar com os pés.
* Monastério Shwe Yan Pyae: construído todo em madeira no início do século 19. Tem curiosas janelas ovais e é decorado com mosaicos e ornamentos em ouro.
* Pagoda Phaung Daw U: abriga 5 estátuas de Buddha que foram cobertas com tantas folhas de ouro que não é mais possível ver seu formato original e parecem sólidas bolas de ouro.
* Nga Hpe Kyaung: templo que abriga uma coleção de estátuas de Buda de diferentes partes do Myanmar e do Tibete. É também conhecido como o templo dos gatos saltitantes, que antigamente eram treinados por monges para pularem através de arcos.

8º dia – LAGO INLE (C) – Manhã livre. À tarde, visita a algumas vilas ao redor do Lago Inle, incluindo uma leve caminhada e passeio em canoas pelo lago. Pernoite no Lago Inle.
Sugestão Adventure Club:
TREKKING INLE – HTE NE – INLE – Traslado em barco até a vila de Magyigone onde tem início o trekking, atrás dos Golden Island Cottages. Subida com trechos leves e um pouco mais pesados, passando pelas vilas Pa-O e Intha, Magyigone, Moe Gong (aprox 45 min), Tat-Gyi, Don-Tha-Khaw (aprox 30 min). Após caminhar por aproximadamente 5 horas desde a vila de Magyigone e passando por diversos campos de plantação, chegada a um mirante com visual do Lago Inle. O almoço será com comida Pa-O na vila Hti-Ne no estilo local. Se houver tempo, caminhada pela vila para observar o modo de vida dos locais. O retorno é descendendo e passando pelas vilas de Kan-Tha-Paw, Bun Pin, Naung-Kam e, finalmente chegando ao mercado de Nam-pan. Ao final, retorno ao hotel.

9º dia – LAGO INLE – HEHO / YANGON (C) – Traslado de barco a Nyaung Shwe e continuação de carro até o aeroporto de Heho para embarque com destino à Yangon. Chegada e visita ao Museu Nacional e ao mercado de frutas de Chinatown. Pernoite.

* Museu Nacional: é o principal museu de arte, história e cultura birmanesa de Mianmar. Fundado em 1952, o museu de 5 andares tem uma coleção extensiva de artefatos antigos, ornamentos, peças de artes, inscrições históricas entre outros. (Fechado às segundas-feiras).

10º dia – YANGON / ORIGEM – Em horário apropriado, traslado ao aeroporto para embarque de retorno.
Consulte nosso atendimento para informações sobre serviços adicionais (guia espanhol, noite extra, passeios, traslados).

O ROTEIRO PODERÁ SER ALTERADO DE ACORDO COM CONDIÇÕES CLIMÁTICAS E/OU POR MOTIVOS ALHEIOS A NOSSA VONTADE.

Preços por Pessoa em US$
Parte Terrestre
Opções de AcomodaçãoTriploDuploSingle
Superior – até Abril 2016 + Outubro 2016 a Abril 20172.460,002.780,004.250,00
Superior – Maio a Setembro 20162.090,002.300,003.290,00
Deluxe – até Abril 2016 + Outubro 2016 a Abril 20173.210,003.750,006.260,00
Deluxe – Maio a Setembro 20162.390,002.610,003.980,00
Adicional Aéreo (valor de referência)
Companhia Aéreaa partir de
Cia local – Aéreos internos (com taxa de embarque)530,00
Qatar – São Paulo / Doha / Yangon/ Doha / São Paulo2.165,00

As tarifas aéreas utilizadas para cálculo dos valores acima estão sujeitas a restrições relativas a endosso, remarcação, reembolso, validade para programas de fidelidade das cias aéreas e prazo de emissão, muitas vezes imediato, e são passíveis de variações de acordo com a política de preços da companhia aérea. Preços em dólar, por pessoa, válidos para estadia até Abril de 2017 (exceto feriados locais, Natal e Réveillon). Preços sujeitos a alteração sem aviso prévio. Preços calculados para saídas com mínimo de 2 pessoas. Todos os preços serão convertidos para o Real utilizando câmbio do dia do pagamento.
VALORES E DISPONIBILIDADES DOS PROGRAMAS CONTIDOS NESTE SITE DA ADVENTURE CLUB ESTÃO SUJEITOS A ALTERAÇÕES. (8)

O que Inclui:
– traslados privativos compartilhados para todos os nossos clientes;
– hospedagem com café da manhã;
– todos os passeios citados em serviço privativo com acompanhamento de guia de língua inglesa de cada cidade, taxas e transporte quando necessário;
– refeições mencionadas no roteiro;
– seguro viagem;
– brinde exclusivo.

Não Inclui:
– Imposto de renda referente a remessas ao exterior (Deve ser pago juntamente com a entrada da viagem);
– passagem aérea internacional;
– passagem aérea com cias locais Yangon / Bagan + Bagan / Mandalay + Mandalay / Heho + Heho / Yangon, incluindo taxas de embarque;
– taxa aeroportuária em Myanmar, paga na saída do país (atualmente U$ 10,00);
– visto de entrada em Myanmar;
– refeições e bebidas não mencionadas;
– despesas pessoais;

Hospedagem:
SUPERIOR
Yangon – Sule Shangri-La Hotel (deluxe) – www.shangri-la.com/yangon/suleshangrila
Bagan – Thiripyitsaya Sanctuary Resort (deluxe river view) – www.thiripyitsaya-resort.com
Mandalay – Mandalay Hill Resort (superior) – www.mandalayhillresorthotel.com
Inle – Myanmar Treasure Resort (deluxe lake view) – www.myanmartreasureresorts.com
DELUXE
Yangon – The Governor´s Residence (deluxe) – www.governorsresidence.com
Bagan – Aureum Bagan Resort (orchid villa) – www.aureumpalacehotel.com
Mandalay – The Red Canal (shan) – www.hotelredcanal.com /> Inle – Inle Princess Resort (mountain view chalet) – www.inleprincessresort.net .
* Consulte nosso atendimento caso haja interesse por outras categorias de quartos nos hotéis.

Transporte:
Trecho São Paulo / Yangon / São Paulo:
QATAR – Horários (Guarulhos/Doha – 03h15/22h50 + Doha/Bangkok – 01h45/12h40 + Bangkok/Yangon – 16h45/17h35 ; Yangon/Bangkok – 18h20/20h15 + Bangkok/Doha – 02h05/04h35 + Doha/Guarulhos 08h25/16h45).
*Franquia: 02 bagagens com 32 Kg cada uma por pessoa, além de 01 mala de mão com 5Kg.
** Optando por este aéreo, são necessários dois pernoites em Doha (um na ida e um na volta). Consulte nosso atendimento sobre pernoites e serviços em Doha.
*Consulte nosso atendimento sobre possibilidades de sala VIP no aeroporto ou pernoites e serviços em Doha para que sua espera durante a conexão seja mais confortável.
Trechos aéreos domésticos com Cias locais em horários a confirmar no ato da sua reserva:
*Franquia: 01 bagagem com 20 Kg por pessoa, além de 01 mala de mão com 5Kg.

Seguro:
Seguro Saúde/Viagem da Intermac Assistance, plano Green.

Condições Gerais:
Para efetuação da reserva é necessário: cópia LEGÍVEL E COLORIDA, do documento exigido pelo destino (passaporte) devidamente válido. Esse mesmo documento deve ser levado em sua viagem.

Informações Úteis:
Documentos necessários para embarque: Passaporte com validade mínima de 6 meses contados a partir da data de chegada no país, com mínimo de 3 folhas em branco, lado a lado (ainda assim alguns países exigem um maior número de folhas em branco).
Vacinas necessárias: É obrigatória a apresentação do cartão de vacinação internacional contra a febre amarela válida. A vacina deve ser tomada com pelo menos 10 dias de antecedência da data de saída da viagem. Como a vacina pode causar reações, consulte o seu médico antes de se vacinar.
Visto: É obrigatória a obtenção de visto o Myanmar. Informe-se sobre o procedimento para a obtenção do visto no site do consulado: www.myanmarbsb.org ou com nossos consultores (valor aproximado R$60,00).
***Não nos responsabilizamos pela obtenção dos vistos. A autorização ou não autorização para entrada em cada país é determinada pelos órgãos responsáveis, ficando a critério dos mesmos a aceitação ou não da sua documentação

Parcelamento em cheques: 5 x sem juros
(Não aceitamos cheques de terceiros ou de pessoa jurídica; Não aceitamos cheques de contas com menos de 6 meses da abertura)

Parcelamento em cartão de crédito:
Visa ou Mastercard: 40% entrada em cheque ou dinheiro + 3 parcelas iguais no cartão
Amex: 40% entrada em cheque ou dinheiro + 2 parcelas iguais no cartão
*cartões devem ser de pessoa física e emitidos no Brasil.
*a primeira parcela do cartão será debitada na data da sua próxima fatura.

Você também pode gostar