Ladakh: Trekking no Himalaia Indiano com Guia Brasileiro

Permânencia 15 Dias
Período 18 Ago 2019
Detalhes inicio
Saída: 18 Ago 2019
Valores Incluem: Parte Terrestre (Consulte a Parte Aérea)
A partir de: U$ 4.500,00 Solicitar Cotação

Ladakh, terra de muitos passos em tibetano, apesar de formar parte da Índia, foi durante séculos um pequeno reino budista em pleno Himalaia. Hoje é conhecido como o “Pequeno Tibete” e é um dos lugares onde a cultura tibetana mais se preserva.

Leh, sua capital, se encontra a 3500 metros de altitude, isolada do resto do mundo por 4 passos de montanha intransponíveis durante boa parte do ano devido ao acúmulo de neve durante inverno. No seu curto verão, em Leh se encontram viajantes e montanhistas de todo o mundo e ali passaremos nossos primeiros dias de aclimatação, visitando monastérios budistas e templos da cidade e arredores, sentindo-nos literalmente a quatro passos do céu.

Chegada a Delhi – 18 de agosto 2019
Partida de Delhi – 01 de setembro de 2019

Acompanhado pelo Guia Luiz Simões

  • jaisalmer-rajasthan-india_6-2
  • tibet_6
  • tibet_9
  • india_7-2

DIA

Chegada a Delhi

Chegada ao aeroporto de Delhi, traslado (não incluído) ao hotel Le Meridien (http://www.lemeridiennewdelhi.com/) . Restante do dia livre.


DIA

Voo Delhi Leh

Após o café da manhã voaremos de Delhi para Leh. O vôo, com vistas espetaculares, cruza uma das partes mais largas do Himalaia.
Leh, além de “trekking paradise”, também é conhecida como terra de monges e monastérios. Aqui passaremos três noites no agradável hotel Singge Palace (http://www.singgepalaceladakh.com/)  em regime de pensão completa (café da manhã,  almoço e jantar) e visitaremos templos da cidade e arredores para iniciar nosso processo de aclimatação.


DIA

Em Leh

Após o café da manhã, visitaremos o templo Shanti Stupa, construído no alto de uma colina por budistas japoneses e tibetanos e consagrado pelo Dalai Lama. Mais tarde, visitaremos o secular palácio de Leh e o monastério de Jokhang no mercado central de Leh.


DIA

Em Leh

Hoje visitaremos Thiksey Gompa e o Palácio Shey, nos arredores de Leh. Espetacularmente localizado no alto de uma colina sobre um lindo vale cruzado pelo rio Indo, Thiksey é um dos mais impressionantes monastérios budistas.

O Palácio Shey foi um dia a residência da família real. Uma estátua de Buda de sete e meio metros de altura, banhado em ouro, é o maior de sua espécie.


DIA

Leh - Spituk - Zinchen

Nos levantaremos cedo para o café da manhã e iremos em transporte privado até Spituk, cruzando o vale do rio Indo. Caminharemos até Zinchen, onde acamparemos pouco acima da aldeia. A partir de hoje estaremos com toda nossa equipe com nosso guia ME, guias locais, cozinheiro e ajudantes de cozinha, muleiros e as mulas de carga. Termos conosco barracas duplas, barraca refeitório, barraca banheiro, barraca cozinha. Durante toda a duração do trekking todas as refeições estarão incluídas.


DIA

Zinchen - Yurutse

Teremos um dia leve, no qual cruzaremos vários rios até entrar no estreito vale de Rumbak, onde acamparemos nas proximidades do pequeno vilarejo.


DIA

Yurutse - Shingo

Hoje teremos uma ascensão gradual de 3 horas até o passo de Ganda-La, a 4985 metros com vistas espetaculares. Logo desceremos até o vilarejo de Shingo, onde acamparemos.


DIA

Shingo - Skiu

Hoje desfrutaremos de um dia agradável com declive através de um vale estreito coberto de arbustos. Mais tarde, o vale se abre e nos aproximamos da aldeia de Skiu, onde acamparemos.


DIA

Skiu - Markha

Caminharemos ao longo do rio Markha, seguindo o curso do rio até a aldeia de Markha, a maior vila da região, onde acamparemos.

10°
DIA

Markha - Nimaling

Desceremos o rio e passaremos por pequenos vilarejos tibetanos onde se pratica agricultura e pecuária de autossuficiência até a aldeia de Hankar. Logo subiremos gradualmente até o vale de Nimaling, que é o campo de pastagem de verão para os yaks e cabras de todo a região de Markha. Aqui acamparemos por duas noites.

11°
DIA

Em Nimaling

Hoje teremos um dia de descanso, acampados no verde vale de Nimaling, onde certamente poderemos ver pastores com seus rebanhos e produtores de queijo de yak. Poderemos também fazer um passeio até o campo base do Monte Kangyatse, de 6100 metros de altitude.

12°
DIA

Nimaling - Kongmaru-La - Chokdo

Chokdo via Kongmaru La (15 kms 4800 metros – 5100 metros – 3600 metros de altitude.
Começaremos o dia com uma curta, porém íngreme subida até o passo de Kongmaru. Logo desceremos pela outra vertente por um profundo cânion e acamparemos nossa última noite de trekking perto da aldeia de Chokdo.

13°
DIA

Chokdo - Martselang - Hemis - Leh

Em nosso último dia de trekking teremos uma curta caminhada por um estreito vale com rochas de diferentes cores, até chegarmos a Martselang. Dali, nos dirigiremos ao monastério de Hemis, um dos mais importantes de Ladakh e logo a Leh, voltando ao nosso hotel Singge Palace e a noite termos nosso merecido jantar de despedida. A acomodação será em quarto deluxe em regime de pensão completa (café da manhã, almoço e jantar).

Incluso:Café da manhãAlmoçoJantar
14°
DIA

Voo Leh - Delhi

Logo após o café da manhã, traslado ao aeroporto para nosso voo de uma hora e meia com destino a Delhi.

Mais tarde, visitaremos o túmulo de Humayun, magnífico exemplo da arquitetura Mongol, inspirada na arquitetura persa. Em seguida, passaremos pelas construções de Lutyens. Edwin Lutyens, arquiteto britânico, estabeleceu a área administrativa central da cidade. Visitaremos o impressionante Rashtrapati Bhawan, anteriormente conhecido como Viceroy’s House, localizado no topo do Raisina Hill e, finalmente, o India Gate, que é o monumento nacional da Índia, situado no coração de Nova Deli. Foi desenhado por Sir Edwin Lutyens em homenagem aos 70 mil soldados indianos que perderam a vida lutando pelo Exército britânico durante a Primeira Guerra Mundial.
Passaremos nossa última noite no hotel Le Meridien.

15°
DIA

Voo internacional

Dia livre em Delhi, de acordo com o horário de partida de cada um. Traslado ao aeroporto não incluído.

VALORES POR PESSOA EM DÓLAR

Hospedagem Quádruplo Triplo Duplo Single CHD Validade
Grupo de
8 pessoas ou mais
- - U$ 4.500 - - Ago 2019
Grupo de
4 ou 5 pessoas
- - U$ 5.500 - - Ago 2019
Grupo de
6 ou 7 pessoas
- - U$ 5.000 - - Ago 2019
Single supplement involuntário* - - - U$ 700 - Ago 2019
Single supplement voluntário* - - - U$ 1.400 - Ago 2019

*Single supplement involuntário: Conforme os clientes forem se inscrevendo na viagem serão feitos pares para a divisão de quartos. Caso, ao final do período de inscrição alguém fique sem par, esta pessoa terá de pagar um single supplement de U$ 700,00.
*Single supplement voluntário: Caso a pessoa escolha ficar em quarto individual pagará o dobro do single supplement Involuntário, ou seja, U$ 1.400,00 já que por sua escolha outra pessoa do grupo também ficará em um quarto individual.

OS VALORES E DISPONIBILIDADES DOS PROGRAMAS CONTIDOS NESTE SITE DA ADVENTURE CLUB ESTÃO SUJEITOS A ALTERAÇÕES. (24)

SOB CONSULTA

Inclui:
– Transporte privado em veículo com ar condicionado e em Delhi e veículo não climatizado em Leh;
– Acomodação no hotel citado ou similar, em quartos duplos, com café da manhã em Delhi e em regime de pensão completa em Leh e durante o trekking
– Ingressos e passeios especificados;
– Acompanhamento de guia – ME a partir de Delhi.
– Voo Delhi – Leh – Delhi.
– Alimentação conforme citada no itinerário.
– Equipamentos de camping e cozinha, incluindo barraca refeitório com cadeiras dobráveis, barraca WC, barracas de montanha duplas para os clientes, colchonetes – Permissão de trekking.
– Equipe local, incluindo um cozinheiro e um ajudante, muleiros com mulas suficientes para transportar as provisões e a bagagem dos clientes durante o trekking.
– Veículo extra para transportar o equipamento de trekking e a equipe de suporte até o ponto de início e de final do trekking.

Não inclui:
– Voos internacionais;
– Alimentação não citada no itinerário;
– Bebidas;
– Vistos ou gorjetas;
– Qualquer item não citado acima.

Hospedagem:
– Delhi: Hotel Le Meridien (5*) ou outro hotel similar em quartos duplos com café da manhã.
– Trekking: dormiremos em barracas duplas de alta montanha. Teremos equipamentos de camping e cozinha, incluindo barraca refeitório com cadeiras dobráveis e barraca WC.

Informações importantes:
– Devido ao fato de que crianças têm maior predisposição a desenvolver Mal de Altitude recomendamos não levar crianças de menos de 13 anos a este trekking. Quanto ao outro lado do espectro de idade, recomendamos que pessoas com mais de 50 anos visitem seu médico e que façam uma avaliação cardiológica antes de fazerem o trekking.
– O grau de dificuldade de uma trilha é bastante subjetivo. O que é uma trilha fácil para um, é impossível para outro dependendo da forma física, experiência, idade e mais do que tudo motivação. Apesar disso, de um modo geral, costuma-se classificar este trekking em grau médio de dificuldade. A média de distâncias percorridas será de aproximadamente 11 km por dia. A altitude é grande fator de dificuldade, já que em alguns dias estaremos acima de 4.000 metros e cruzaremos um passo de 5.100 metros. Também o frio dificulta um pouco, mas com bom equipamento, essa dificuldade é contornada. Como resumo, podemos dizer que uma pessoa saudável, em regular estado de preparo físico poderá fazer esta trilha sem maiores problemas. Recomendamos um preparo físico de pelo menos 6 meses para aqueles que são sedentários. Caminhadas, bicicleta e aparelhos como step nas academias são treinos efetivos para o que vamos enfrentar na trilha.
– Se você tem alguns dias a mais de férias não perca a oportunidade de conhecer algumas das mais importantes cidades da Índia como Varanasi, Kajuraho, Agra, Jaipur, Jodhpur, Rishikesh. Entre em contato para mais informações.

Acompanhado por Guia Brasileiro Luiz Simões
No inicio dos anos 80 Luiz Simões deixou a Biologia para ser fotógrafo e anos mais tarde trocou o trabalho de estúdio pela fotografia outdoor. Por vários anos não teve moradia fixa, realizando diversos trekkings, escaladas e viagens de bicicleta nos Andes, Himalaya, Karakorum, Pamir, Tibet, Pirineus, Alpes, Dolomitas, e os desertos do Sahara, Atacama e Taklamakan, entre outras.
Residente em Barcelona há mais de 25 anos, Luiz tornou-se um assíduo frequentador dos Pirineus, onde realiza trekkings e escaladas com frequência, conhecendo intimamente a cordilheira que separa a Espanha e a França.
Grande adepto do Cicloturismo, realizou viagens insólitas, como a travessia do Sahara em solitário, pedalando quase 5 mil quilômetros na Argélia, até as regiões do Hogar e do Tassili n’Ajjer, com trechos de mais de 300 quilômetros sem água e de até 16 dias sem abastecimento. Em sua primeira viagem ao Himalaya, em 1989, conheceu Manoel Morgado e juntos pedalaram durante 2 meses por Kashmir, Ladakh e Zanzkar, convertendo-se em eternos amigos.
Ao longo de 25 anos Luiz pedalou mais de 50 mil quilômetros por rotas como a Transahariana, Tamanrrasset-Djanet, Marrocos, Kashgar-Lhasa-Katmandu, Karakorum Highway, Zanzkar, Srinagar-Leh-Manali, Patagônia, Carretera Austral, Altiplano Boliviano, os salares de Uyuni e de Atacama ou Douz-KzarGhilane na Tunísia. Suas viagens se publicaram em revistas do Brasil, Espanha e Inglaterra. Em 1988 Luiz estagiou por várias semanas na fábrica de bicicletas Monty, que patrocinou algumas de suas viagens e durante 1994 foi assessor de cicloturismo da Evans Cycles, a maior rede de lojas de bicicletas de Londres.
Em 2012 Luiz entrou para a equipe da Morgado Expedições, na área administrativa e guiando trekkings, viagens de bicicleta e escaladas nos Pirineus, na Lapônia e no Himalaya indiano.
Recentemente, Luiz e Manoel voltaram às terras onde se conheceram, Ladakh e Zanzkar, para realizar juntos o antigo sonho de uma travessia invernal no Himalaya, caminhando vários dias em condições extremas sobre o rio Zanzkar congelado. Um dos lugares mais extremos, isolados e belos do planeta.