Myanmar Cultural – Mandalay, Bagan, Inle e Yangon

Permânencia 8 Dias
Período Até Set 2018
Detalhes inicio
Saída: Diárias
Valores Incluem: Parte Terrestre (Consulte a Parte Aérea)
A partir de: U$ 1.954,00 Solicitar Cotação

O segredo mais bem guardado dessa região, que permaneceu fechada ao turismo durante décadas, agora tem suas portas abertas de forma majestosa, com cidades repletas de templos e pagodas douradas, muita religiosidade e uma geografia que compreende desde abundantes florestas até as praias de rara beleza ainda pouco conhecidas. A diversidade cultural está estampada nos rostos das diversas etnias e tribos que compõem a população.

DIFERENCIAL: Oferecer um roteiro realizado em formato privativo, garantindo maior atenção e flexibilidade durante a sua viagem. Possuir uma equipe de atendimento capacitada para entender e atender as necessidades individuais de cada cliente, fazendo os ajustes e alterações que forem necessárias para o roteiro ideal para você, bem como oferecendo um leque com as melhores opções para quem quer prolongar a viagem para outros países na Ásia.


DIA

MANDALAY

Chegada em Mandalay, recepção e traslado ao hotel. À tarde, saída para visita ao Monastério Shwe Kyuang (Palácio de Ouro). Continuação ao Monastério Shwenandaw, seguido de visita à Kuthodaw Pagoda. Subida de carro ao morro de Mandalay para observar o por do sol. Pernoite.

* Mandalay: A última capital do Império de Myanmar / Burmese, Mandalay está situada no centro de Myanmar a 668km de Yangon. É a maior cidade depois de Yangon e é tanto um importante centro comercial como um repositório da cultura anciã. Com resquícios da antiga cidade real com inúmeros monastérios, Mandalay é um mostruário da arte e da arquitetura de Myanmar do século 19. É famosa também pelas esculturas em madeira, prataria, tapeçaria, tecidos de seda e outros produtos artesanais.

* Shwe Kyaung (Monastério Palácio de Ouro): Um frágil lembrete do antigo Palácio de Mandalay, já que foi originariamente construído dentro do Palácio de Mandalay, porém movida para o local atual em 1880.

* Monastério Shwenandaw: Esbanjando painéis esculpidos, este belo templo-monastério de teca é reconhecido pelos entalhamentos, principalmente o interior pintado de ouro com cenas da Jataka (historias das vidas passadas de Buda). O prédio uma vez esteve no complexo do Palácio de Mandalay como o apartamento real do Rei Mindon, que morreu dentro dele em 1878. Seu sucessor, o Rei Thibaw, foi conhecido por não conseguir lidar com o fantasma de Mindon e desmontou o prédio, levou para fora do complexo do palácio e o remontou fora das muralhas da fortaleza, onde foi convertido em um monastério (1880).

* Kuthodaw Pagoda: Conhecida como o maior livro pelas escrituras budistas talhadas em 729 placas de mármore.


DIA

MANDALAY

Saída do hotel por volta das 5h30 da manhã para observação da cerimônia (almsgiving) onde os monges budistas recebem oferendas da população local. Retorno ao hotel por volta das 07h30. Traslado (11km) à Amarapura para visita ao Monastério Mahagandayone e, em seguida, deslocamento à Ava. Embarque em charrete para visita ao Monastério Bagaya e às ruínas do Palácio Real. Continuação até os morros de Sagaing, cruzando uma das poucas pontes sobre o rio Ayeyarwady para observar a rotina dos monges e freiras. Ao fim do dia, observação do por do sol da ponte U Bein. Retorno ao hotel e pernoite.

* Cerimônia Almsgiving: Procissão de centenas de monges que caminham silenciosamente pelas ruas para receber oferendas da população local. No Busdismo, os monges não preparam suas próprias refeições e os monastérios dependem da generosidade da comunidade para seu café da manhã e almoço. Os monges não jantam, pois eles só tem tempo para 2 refeições no dia por conta da intensa rotina de estudos e prática dos ensinamentos de Buda. O ritual acontece diariamente na cidade, sempre ao amanhecer.

* Amarapura: Antiga capital do Myanmar e agora uma cidade de Mandalay. Amarapura é limitada pelo rio Irrawaddy a oeste, pelo povoado de Chanmyathazi ao norte e à antiga capital Ava ao sul. Foi a capital de Myanmar durante o período Konbaung (1783-1821 e 1842-1859) e seguida por Mandalay em 1859. O povoado de Amarapura é conhecido pela tradicional tecelagem de seda e algodão e pela fundição de bronze.

* Monastério Mahagandayone: É esperado de um burmese que passe uma parte de sua vida servindo como monge e aprendendo os ensinamentos budistas.

* Ava: Foi a capital do reino Burmese por quase 400 anos durante o segundo Império de Myanmar.

* Monastério Bagaya: Monastério de madeira (teca) construído em 1834, localizado em Inwa.

* Sagaing: É considerado o centro vivo da fé budista em Myanmar e as centenas de monastérios ecoam os sons dos címbalos, gongos e sinos das pagodas.

* Ponte U Bein: A ponte de madeira mais extensa de Myanmar, que atravessa o Lago Taungthaman e é curvada para suportar o vento e as ondas.

Incluso: Café da manhã

DIA

MANDALAY / BAGAN

Traslado pela manhã ao aeroporto para embarque com destino à Bagan. Chegada e acomodação no hotel para descanso. À tarde, traslado ao mercado Nyaung U e passeio em charrete até o Templo Kyauk Gu U Min (Templo da Caverna). Retorno de barco à Buu Phayar, nas margens do Rio Ayeyarwaddy. Observe o por do sol do barco enquanto retorna ao hotel para pernoite.

* Bagan: Conhecida como a cidade das 4 milhões de pagodas, Bagan é um dos sítios arqueológicos mais ricos da Ásia. É possível encontrar mais de 2000 pagodas, templos e monastérios construídos durante a dinastia Bagan. A cidade pode ser descrita como surpreendente e encantadora, onde os visitantes experimentam a essência de Myanmar em um local ainda não afetado pelo século 21. Bagan não é só famosa pelas pagodas, mas também pelos artefatos produzidos em laca.

* Mercado Nyaung U: Mercado com grande variedade de frutas e vegetais, bastante típico em Bagan.

* Templo Kyauk Gu U Min: Também conhecido como o Templo da Caverna, é famoso pelas incríveis imagens em arenito, estátuas gigantes de Buda e belos afrescos quadrados. O templo tem três níveis, sendo que os 2 de cima foram anexados posteriormente, atribuídos a Narapati Siithu (r. 1173-1210).

* Buu Phayar: A pagoda está às margens do Rio Ayeyarwaddy, tem uma abóboda em forma de bulbo e acredita-se ter sido construída pelo terceiro Rei de Pagan, Pyusawhti. A pagoda original foi destruída em um terremoto em 1975 e seus pedaços caíram no rio. Foi totalmente reconstruída usando materiais modernos, mas com menos fidelidade ao seu projeto inicial.

Incluso: Café da manhã

DIA

BAGAN

Saída para visita à Shwezigon Pagoda e ao Templo Ananda. Continuação à vila de Anauk Pwa Saw para observar a tecelagem de algodão, seguida de uma visita à vila Minanthu que produz óleo de cozinha de amendoim. Após almoço em restaurante local, retorno ao hotel para descanso. No fim da tarde, visita à Pagoda Dhammayangyi. Veja o por do sol de um dos pontos mais cênicos de Bagan. Retorno ao hotel e pernoite.

* Shwezigon Pagoda: Templo budista localizado em Nyaung-U. Um protótipo das stupas birmanesas, a pagoda consiste de uma stupa dourada circular coberta de folhas de ouro cercada de outros templos e santuários menores. A construção da pagoda teve início durante o reinado do Rei Anawrahta, que foi o fundador da Dinastia Pagan, em 1059-1060 e foi concluída em 1102 dC, durante o reinado de seu filho, o Rei Kyansittha. A pagoda foi danificada diversas vezes ao longo dos séculos devido a terremotos e outros fatores naturais e foi renovada diversas vezes. Acredita-se que a pagoda guarda um osso e um dente de Gautama Buda.

* Templo Ananda: Foi construído em 1105 durante o reinado do rei Kyanzittha, da Dinastia Pagan. É um dos 4 templos restantes de Bagan. O templo budista abriga 4 Budas em pé, cada um de frente à um ponto cardinal (Norte, Sul, Leste e Oeste). O templo foi danificado por um terremoto em 1975, porém foi restaurado e é bem preservado atualmente.

* Pagoda Dhammayangyi: Maior templo de Bagan, o Dhammayangyi foi construído durante o reinado do Rei Narathu (1167-1170). Presume-se que Narathu, que chegou ao trono após assassinar seu pai e irmão mais velho, construiu o templo para reparar de seus pecados.

OPCIONAL – BALLOON OVER BAGAN
Ao nascer do sol, aprecie de cima vistas inigualáveis com centenas de templos construídos entre os séculos 11 e 13. O passeio todo tem duração aproximada de 3 horas (duração do voo de 45-60 minutos). Necessário reservar com antecedência. Passeio sujeito à disponibilidade e condições climáticas. Saída por volta das 05h45, opera somente de 01 de outubro a 31 de março. Traslados privativos e passeio regular. Capacidade: 1 a 16 pessoas (standard) e 1 a 8 pessoas (premium). Idade mínima 8 anos. Até 16 anos precisa ser acompanhada dos pais ou responsáveis. Mulheres grávidas não podem voar.

Incluso: Café da manhãAlmoço

DIA

BAGAN / HEHO - INLE LAKE

Traslado ao aeroporto de Bagan para embarque com destino a Heho. Chegada e traslado à Nyaung Shwe, porta de entrada do Lago Inle. Visita ao monastério Shwe Yan Pyae durante o trajeto. Traslado em barco até o hotel às margens do Lago Inle. À tarde, visita à pagoda Phaung Daw U para ver as 5 imagens de Buddha. Visita ao templo Nga Hpe Kyaung e a uma vila de tecelagem de seda, Inn Paw Khone. Retorno ao hotel e pernoite.

* Lago Inle: este vasto e pitoresco lago circundado pelas Montanhas Azuis está a 900m acima do nível do mar. O lago é famoso pelos Inthas (habitantes nativos do lago) que desenvolveram uma técnica única de remar com os pés.

* Monastério Shwe Yan Pyae: construído todo em madeira no início do século 19. Tem curiosas janelas ovais e é decorado com mosaicos e ornamentos em ouro.

* Pagoda Phaung Daw U: abriga 5 estátuas de Buddha que foram cobertas com tantas folhas de ouro que não é mais possível ver seu formato original e parecem sólidas bolas de ouro.

* Nga Hpe Kyaung: templo que abriga uma coleção de estátuas de Buda de diferentes partes do Myanmar e do Tibete. É também conhecido como o templo dos gatos saltitantes, que antigamente eram treinados por monges para pularem através de arcos.

Incluso: Café da manhã

DIA

INLE LAKE

Passeio de barco pelo Lago Inle passando pelos jardins flutuantes. Após almoço, saída sentido sudoeste para visita ao complexo da Pagoda Indein. Caminhada da vila de Pa O até um monastério e ruínas de centenas de antigas pagodas. Do topo do morro há uma vista do vale com o lago ao fundo. Retorno ao hotel e pernoite.

* Pagoda Indein: Indein é uma das pequenas vilas do Lago Inle, localizada à margem oeste do lago. Uma imagem de Buda foi consagrada em uma stupa caiada, que fica no topo de uma colina. Abaixo da stupa e ao redor da colina há uma aglomeração de centenas de antigas stupas, em sua maioria em ruínas.

Incluso: Café da manhãAlmoço

DIA

INLE LAKE - HEHO / YANGON

Traslado ao aeroporto de Heho para embarque com destino à Yangon. Chegada, recepção e traslado ao hotel. À tarde, tour a pé que começa pela Pansodan Road, onde estão os principais prédios coloniais de Yangon, incluindo os Correios e a Sumprema Corte. Continuação em direção ao rio onde está a Prefeitura, concluída em 1936. Passe por pagodas religiosas e parques até chegar à Alfândega, construída em 1915. Ao longo da esplanada do Rio Yangon está o Strand Hotel, um marco da arquitetura colonial construído em 1901 e onde haverá uma pausa para um chá ou café. Termine o dia visitando a Shwedagon Pagoda, um dos locais mais sagrados para os budistas. Retorno ao hotel e pernoite.

* Yangon: Seu nome significa “cidade sem inimigo”, do yan, inimigos, e koun, livrar-se de,fugir de. É a principal porta de entrada e capital de Myanmar. Apesar de a população girar em torno de 5 milhões de habitantes, ser a maior cidade do país e o mais importante centro comercial, passa uma impressão diferente de outras capitais da Ásia de tamanho similar. Bem arborizada, exala um ar mais provençal do que de cidade internacional.

* Correios: O prédio de tijolos vermelhos é datado de 1908 e era, originalmente, o escritório da empresa de comércio de arroz Bulloch Brothers & Co. Vale a visita pelo seu pórtico de ferro estilo beaux-arts e pelo seu belo interior.

* Suprema Corte: O prédio de 1911 em estilo Queen Anne, com relógio em sua torre e leões no telhado, foi projetado por James Ransome.

* Prefeitura: O colossal prédio em estilo colonial foi construído entre 1925 e 1940 e é adornado com decorações típicas do Myanmar como pavões, nagas (serpentes) e torres estilo pyatthat em 3 níveis.

* Alfândega: O prédio da Alfândega de tijolos vermelhos foi construído entre 1912 e 1916 e projetado por John Begg, um dos principais arquitetos de Raj.

* Strand Hotel: Aberto em 1901, e comandado pelos famosos irmãos Sarkies (a quem também pertencia o Raffles em Singapura e o Eastern and Oriental em Penang), foi construído pelo empreiteiro turco-armênio Tigran Nierces Joseph Catchatoor, que está enterrado no cemitério próximo dali. O hotel teve momentos difíceis na história, passando pelo controle dos Japoneses durante a II Gerra Mundial, em seguida retomado pelo Governo Birmanês e, recentemente supervisionado por Adrian Zecha, fundador do Aman Resorts.

* Shwedagon Pagoda: As torres históricas têm quase 98 metros de altura. É considerada uma das maravilhas do mundo religioso e acredita-se ter sido construída há 2500 anos. É coberta com centenas de placas de ouro; o topo tem 4531 diamantes incrustados, sendo o maior com 76 quilates.

OPCIONAIS
RITUAL DAS LAMPARINAS NA SHWEDAGON PAGODA
Junte-se aos peregrinos na Pagoda Shwedagon para cerimônia das lamparinas, um ritual antigo praticado desde a época do Buda e por ele mesmo. Observe os monges entoando escrituras Pali (não acontece diariamente) enquanto 1500 lamparinas são acesas em volta da pagoda. Tour disponível de Novembro a Março. Saída por volta das 16h00, com duração de 2 horas. É necessário caminhar e subir degraus. Visitantes devem usar calça longa e sandálias.

THE MOUSTACHE BROTHERS
A história opressiva e isolacionista de Myanmar não é matéria de comédia, a não ser que seja contada pelos infames Moustache Brothers, famosos pelos 7 anos de trabalho árduo na notória prisão Insein por se oporem à junta militar que governou Myanmar até 2007. Hoje, os 2 irmãos remanescentes conduzem performances populares e evocativas (em inglês) em sua casa, satirizando uma era escura, mas real, na recente história de Myanmar. Relembrando os tempos de quando improvisavam performances na prisão arrancando gargalhadas dos prisioneiros e também dos guardas. Diariamente às 18h30, duração 1h30. Somente em inglês, inclui traslados privativos.

Incluso: Café da manhã

DIA

YANGON

Traslado ao aeroporto de Yangon.

O ROTEIRO PODERÁ SER ALTERADO DE ACORDO COM CONDIÇÕES CLIMÁTICAS E/OU POR MOTIVOS ALHEIOS A NOSSA VONTADE.

Incluso: Café da manhã

VALORES POR PESSOA EM DÓLAR
Terrestre a partir de Mandalay

Hospedagem Quádruplo Triplo Duplo Single CHD Validade
Opção 1 - U$ 1.681 U$ 1.954 U$ 2.531 - Até 30/09/18
Opção 2 - U$ 1.810 U$ 2.253 U$ 3.156 - Até 30/09/18

 

Serviços adicionais
Preços por Pessoa em US$

Descrição Triplo Duplo Single CHD
Cia local – Aéreos internos – Até 30/09/18 U$ 295 U$ 295 U$ 295
Yangon – The Mustache Brothers U$ 97 U$ 128 U$ 196

Os valores de bilhetes aéreos estão sujeitos a variações diárias e à disponibilidade de lugares. Eles são garantidos somente no ato da emissão da passagem aérea, conforme as regras de cada cia aérea. Preços em dólar, por pessoa, válidos para estadia até 30 de Setembro de 2018 (exceto feriados locais). Preços sujeitos a alteração sem aviso prévio. Preços calculados para saídas com mínimo de 2 pessoas.

OS VALORES E DISPONIBILIDADES DOS PROGRAMAS CONTIDOS NESTE SITE DA ADVENTURE CLUB ESTÃO SUJEITOS A ALTERAÇÕES. (8)

Parcelamento em cheques: 5 x sem juros
(Não aceitamos cheques de terceiros ou de pessoa jurídica; Não aceitamos cheques de contas com menos de 6 meses da abertura)

Parcelamento em cartão de crédito:
Visa ou Mastercard: 40% de entrada via depósito/transferência bancária + 3 parcelas iguais no cartão.
Amex: 40% de entrada via depósito/transferência bancária + 2 parcelas iguais no cartão.
*cartões devem ser de pessoa física e emitidos no Brasil.
*a primeira parcela do cartão será debitada na data da sua próxima fatura.

Inclui:
– traslados privativos compartilhados para todos os nossos clientes;
– hospedagem com café da manhã;
– todos os passeios citados em serviço privativo com acompanhamento de guia de língua inglesa de cada cidade, taxas e transporte quando necessário;
– refeições mencionadas no roteiro;
– seguro viagem.

Não inclui:
– Imposto de renda referente a remessas ao exterior (Deve ser pago juntamente com a entrada da viagem);
– passagem aérea com cias locais Mandalay / Nyaung U / Heho / Yangon, incluindo taxas de embarque;
– taxa aeroportuária em Myanmar, paga na saída do país (atualmente U$ 10,00);
– visto de entrada em Myanmar;
– refeições e bebidas não mencionadas;
– despesas pessoais;
– qualquer outro item não mencionado como incluso.

Hospedagem:
OPÇÃO 1
– Mandalay – Rupar Mandalar Resort (Deluxe) – Check in: 12h00 / Check out: 12h00
– Bagan – The Hotel @ Tharabar Gate (Deluxe) – Check in: 14h00 / Check out: 12h00
– Inle Lake – Villa Inle Resort & Spa (Garden Single Villa) – Check in: 14h00 / Check out: 12h00
– Yangon – Savoy Hotel (Deluxe) – Check in: 14h00 / Check out: 12h00

OPÇÃO 2
– Mandalay – Mandalay Hill Resort (Superior (Palace View) – Check in: 14h00 / Check out: 12h00
– Bagan – Aureum Palace Hotel (Deluxe) – Check in: 14h00 / Check out: 12h00
– Inle Lake – Inle Princess Resort (Garden Houses)* – Check in: 14h00 / Check out: 12h00
– Yangon – The Strand (Deluxe Suite) – Check in: 14h00 / C heck out: 12h00

* O hotel Inle Princess Resort estará fechado em Junho 2018 para manutenção. O hotel alternativo nesse período é o Sanctum Inle Resort (Provost Junior Suite) ou similar.

**Consulte nosso atendimento caso haja interesse por outras categorias de quartos nos hotéis.

Documentação (portadores de passaporte brasileiro):
– Documentos necessários para embarque: Passaporte com validade mínima de 6 meses contados a partir da data de chegada no país, com mínimo de 3 folhas em branco, lado a lado (ainda assim alguns países exigem um maior número de folhas em branco).
– Vacinas necessárias: É obrigatória a apresentação do cartão de vacinação internacional contra a febre amarela. A vacina deve ser tomada com pelo menos 10 dias de antecedência da data de saída da viagem. Como a vacina pode causar reações, consulte o seu médico antes de se vacinar.
– Visto: É obrigatória a obtenção de visto o Myanmar. Informe-se sobre o procedimento para a obtenção do visto eletrônico no site https://evisa.moip.gov.mm/ ou com nossos consultores (valor aproximado U$ 50,00).
***Não nos responsabilizamos pela obtenção dos vistos. A autorização ou não autorização para entrada em cada país é determinada pelos órgãos responsáveis, ficando a critério dos mesmos a aceitação ou não da sua documentação

Você também pode gostar